Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias UFRGS analisa amostras para verificar presença do novo coronavírus no esgoto

UFRGS analisa amostras para verificar presença do novo coronavírus no esgoto

Estrutura montada no ICBS para testes de diagnóstico de covid-19 será usada também para análise de amostras coletadas em águas de esgoto
09/07/2020 15:27

A parceria da UFRGS com o Governo do Estado do RS para a realização de testes de diagnóstico de covid-19 foi ampliada, e o Laboratório de Virologia do Instituto de Ciências Básicas da Saúde (ICBS) começa nesta semana a realizar também análises em amostras de água coletadas em estações de bombeamento e de tratamento de esgoto para detectar a presença de SARS-Cov-2, o novo coronavírus. A Universidade recebeu o primeiro lote de quatro amostras coletadas pelo DMAE em Porto Alegre na semana passada. A cooperação faz parte do projeto da Secretaria de Saúde do RS, coordenado pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), que visa obter informações sobre a circulação do vírus em Porto Alegre e na Região Metropolitana e inclui outras instituições parceiras. A primeira fase do projeto teve análises realizadas pela Universidade Feevale e, em seus resultados preliminares, comprovou a presença de coronavírus em águas de esgotos domésticos e hospitalares do Rio Grande do Sul.

A identificação da presença do vírus no esgoto é uma forma de monitorar a transmissão da covid-19 em determinado local. Como o novo coronavírus é liberado nas fezes de pessoas com ou sem sintomas da doença, a chamada epidemiologia de esgoto permite obter informações para que as autoridades de saúde possam tomar providências visando ao controle da pandemia. A chefe da Divisão de Vigilância Ambiental do Cevs, Aline Campos, informa que a pesquisa é inédita no Rio Grande do Sul, mas já está ocorrendo em outros estados e países. Segundo ela, essa é uma importante ferramenta de vigilância sanitária.

As primeiras 50 amostras foram analisadas pela Feevale na fase piloto do projeto. A UFRGS entra agora com estrutura e voluntários para analisar aproximadamente 50 amostras por semana. A professora Ana Cláudia Franco, do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia do ICBS, explica que a análise molecular é igual a que vem sendo feita no Laboratório de Virologia com as amostras enviadas pelo Lacen para diagnóstico de covid-19. Segundo ela, apenas o preparo das amostras de águas de esgoto é diferente. O protocolo usado pela Feevale nesse preparo foi passado para a UFRGS. Ana Cláudia tem expectativa de futuramente desenvolver um projeto de pesquisa nesta área no Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente e já está convidando seus orientandos de doutorado para integrar o grupo de pesquisadores envolvidos nas análises.

O Instituto de Pesquisas Hidráulicas da UFRGS (IPH) também deve integrar a parceria em breve, realizando estudos sobre as redes de esgoto que compõem os pontos de amostragem.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000