Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias UFRGS rende homenagem a Leda Bisol

UFRGS rende homenagem a Leda Bisol

Referência na área de Fonologia, mulher pioneira da ciência brasileira, Leda foi agraciada com o título de Professora Emérita da UFRGS em sessão solene do Consun, realizada no Salão Nobre da Reitoria
14/10/2021 14:39

Galeria de Imagens

O reitor da UFRGS Carlos André Bulhões Mendes entregou o título de Professora Emérita a Leda Bisol, docente aposentada do Instituto de Letras, em cerimônia realizada na manhã de hoje, dia 14, no Salão Nobre da Reitoria. O público pôde acompanhar a homenagem pela transmissão online, enquanto o Salão Nobre recebia a homenageada, o reitor, a diretora do Instituto de Letras Carmem Luci da Costa Silva, a professora Valéria Monaretto – ex-orientanda de Leda – e o orador da cerimônia Luiz Carlos da Silva Schwindt.

Coube ao professor Schwindt, ex-orientando e, posteriormente, colega, ilustrar a trajetória de Leda em texto cuidadosamente preparado e que despertou a emoção dos presentes. O professor enfatizou a relação que Leda Bisol manteve ao longo da carreira com seus orientandos, sua dedicação à pesquisa fundamentada em dados e o pioneirismo na área da Fonologia. “A nossa homenageada, de tão indiscutível merecimento, confere mérito ao próprio ato que hoje a homenageia”, apontou Schwindt, dirigindo-se a Leda. “Essa cerimônia acontece hoje, nesse formato, porque é justa, mas, além disso, porque é necessária. É necessária na medida em que, ao se registrar o mérito do percurso da professora Leda Bisol, pronunciamos contundentemente nosso registro de resistência em favor da ciência brasileira e do lugar das mulheres nesse honroso cenário, em que a UFRGS tem importante protagonismo”, seguiu o orador.

O professor lembrou os mais de trinta anos de Leda Bisol como pesquisadora do CNPq, na categoria 1A, e salientou que o órgão a reconheceu recentemente como uma das mulheres pioneiras da ciência no Brasil. Recuperando a trajetória científica da professora, Schwindt contou que Leda Bisol tornou-se importante representante da linguística gerativa no Brasil e que sua decisiva contribuição deu-se nos estudos de Fonologia. “Apesar da meta formalista em seus trabalhos, em sua investigação sobre os sons da fala, Leda sempre reservou lugar de destaque ao uso da linguagem em situação de comunicação. Nesse sentido, envolveu-se com os primeiros projetos de abrangência nacional preocupados com a descrição e explicação da língua falada, como os projetos 'Norma Urbana Curta' e 'Gramática do Português Falado'. Baseada nessas experiências, propôs, em 1982, com colegas de Santa Catariana e do Paraná, a criação do projeto Variação Linguística na Região Sul do Brasil (Varsul), atualmente com sedes na UFRGS, na PUCRS, na Universidade Federal de Santa Catarina e na Universidade Tecnológica Federal do Paraná”, relatou.

Segundo Luiz Carlos da Silva Schwindt, “Com Leda Bisol, aprendeu-se, no Brasil, que boa intuição em linguística formal e, em particular, em fonologia de base gerativa se alcança por dados, muitos dados, organizados e quantificados. Casamento esse, entre abordagens gerativas e sociolinguísticas, incomum à época, inclusive no cenário internacional.”

Em um dos momentos mais emocionantes da cerimônia, o orador relembrou como conheceu a professora Leda, então orientadora do Programa de Pós-Graduação em Letras na PUCRS, onde ele havia ingressado seguindo a indicação de Valéria Monaretto. Schwindt destacou as primeiras impressões que teve de Leda: apesar do enorme prestígio acadêmico, ela lidava com os alunos com profunda simplicidade e demonstrava o que ele chamou de “timidez empoderada”, fundada em sólidos princípios humanistas e com grande erudição intelectual.

Dirigindo-se à professora homenageada, Luiz Carlos da Silva Schwindt contou emocionado: “A cada vez que a escuto proferir uma palestra, ou quando temos hoje a oportunidade de pesquisar ou de escrever juntos, eu sempre gasto antes alguns segundos para agradecer ao bom Deus, em que nós dois cremos, por essa honra e esse indiscutível privilégio”. Ainda falando diretamente a Leda, disse: “O que festejamos nesse ato é o teu brilhantismo suave e generoso, que permite aos que te acompanham enxergar o fundo sem menosprezar as bordas. Essa subjacência que aprendemos contigo a procurar na superfície do que o olho vê e o ouvido registra. Emérita é a palavra que achamos para formalizar o nosso agradecimento. E é em nome dos poucos que aqui estão e dos muitos que nos assistem, nesse momento, que concluo com esse singelo texto de homenagem, materializando o abraço que tão custosamente nos é vedado nesses tempos de restrições sanitárias. Concluo assim, Leda, agradecendo pelo que nós contigo compartilhamos, pelo que nós desejamos seguir compartilhando: nosso carinho e o nosso mais valioso e permanente aplauso. Muito obrigado”. O discurso completo do orador pode ser acessado neste link.

Leda esteve à frente de projetos pioneiros sobre o português falado no Sul do Brasil - Foto: Gustavo Diehl/UFRGS

Ao receber o título, Leda Bisol retomou alguns marcos de sua trajetória acadêmica, rememorando suas atividades como docente dos níveis básico, de graduação e de pós-graduação. Disse estar agradecida do fundo do coração e afirmou que se sentia honrada pela homenagem recebida da Universidade. “O que pude fazer como professora da Universidade, sempre o fiz com alegria, palmilhando junto aos meus orientandos o caminho da pesquisa, com encontros semanais, que passaram a quinzenais. E assim fomos acompanhando o surgir de novos modelos de análise”, falou a homenageada.

Leda contou que ingressou na graduação em Letras Neolatinas quando as portas da Universidade se abriram às normalistas. A professora frequentava o curso de graduação à tarde, enquanto pelas manhãs lecionava em escolas, pois sua primeira formação e atuação profissional foi a partir do curso Normal. Concluiu a graduação em 1954 e foi nomeada para a Escola Normal de Pelotas, onde ficou por cinco anos.

O mestrado, realizado a partir da abertura de curso nesse nível em Linguística pelo Museu Nacional do Rio de Janeiro, contou com a solução de dúvidas realizada por correspondência. O doutorado, defendido em 1981, resultou na tese “Harmonia vocálica: uma regra variável”, orientada por Anthony Naro e destacada na área como uma grande contribuição para a Fonologia.

Entre 1974 e 1990, Leda atuou como docente do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da UFRGS. Após esse período, até 2016 era professora do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUC, onde orientou doutores que atuam no Instituto de Letras da UFRGS atualmente. Em 2017, retornou à UFRGS como docente aposentada a convite do Departamento de Linguística, Filologia e Teoria Literária, na linha de pesquisa Fonologia e Morfologia do PPG em Letras.

A produção bibliográfica da professora registra, em âmbito nacional e internacional, em torno de 28 livros publicados, 27 capítulos de livros, 42 artigos em periódicos, entre outras contribuições em revistas, jornais e anais de congressos. Orientou em torno de 80 estudantes em nível de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

O reitor destacou a emoção do momento de homenagear a trajetória de Leda Bisol. “A gente consegue aliar o que pensa, o que sente e o que age e o resultado sempre é alegria e muita felicidade. Então, é isso que a senhora nos propicia; que seu exemplo seja seguido por todos nós, independente das áreas”, comentou Bulhões ao encerrar a sessão.

Ao final do evento, Leda Bisol agradeceu a todos os presentes e à Universidade, destacando que a homenagem ficará guardada em seu coração. Comentou ainda sobre o que classificou de “maravilhoso”, a atividade docente, e mandou um recado singelo aos que estão iniciando: “A universidade é ambiente de alegria, porque aprender e descobrir novos caminhos de vida, de discussão, enriquecer o conhecimento é algo maravilhoso, e isso a universidade nos dá, então é um período feliz para todos que frequentam a universidade”.

A solenidade pode ser assistida pelo YouTube:

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000