Ir para o conteúdo Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Notícias UFRGS tem trabalho premiado e quatro menções honrosas no Prêmio Capes de Tese

UFRGS tem trabalho premiado e quatro menções honrosas no Prêmio Capes de Tese

Pesquisa contemplada é de Alice Fassoni de Andrade, egressa do PPG Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental. Resultado foi divulgado nesta sexta-feira, 3 de setembro
03/09/2021 12:31

A tese de doutorado “Mapeamento e caracterização do sistema rio-planície da Amazônia Central via sensoriamento remoto e modelagem hidráulica”, de autoria de Alice César Fassoni de Andrade, recebeu o Prêmio Capes de Tese na área Engenharias I. O trabalho foi defendido junto ao PPG Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, sob orientação do professor Rodrigo Paiva. Outros quatro projetos – dos PPGs Ciência e Tecnologia de Alimentos, Ensino de Física, Sensoriamento Remoto e Psiquiatria e Ciências do Comportamento – receberam menções honrosas [confira abaixo]O resultado foi divulgado nesta sexta-feira, 3 de setembro.

Sobre a conquista, Alice disse estar muito feliz: “É muito bom fazer o que a gente gosta, com um tema importante e com a ajuda de um excelente orientador e grupo de pesquisa. Espero que mais pesquisadores, principalmente mulheres, se sintam inspirados(as) e que possamos ter um olhar simpático para a nossa Amazônia”.

Inovação nas observações da bacia Amazônica

O trabalho de Alice, uma das últimas defesas presenciais no PPGRH antes do lockdown em março de 2020, teve como objetivo elaborar técnicas de sensoriamento remoto e modelagem para mapear, compreender e caracterizar a dinâmica de sedimentos, a topografia e a hidrodinâmica do sistema rio-planície da Amazônia Central.

Alice ressalta que desenvolveu métodos inovadores de observações espaciais e simulação computacional para caracterizar e mapear processos hidrológicos na bacia Amazônica. “Demonstrou-se de forma inédita a variação de sedimentos nos rios e lagos da Amazônia, a topografia da planície de inundação e quantificações detalhadas de fluxos de água entre o rio e a planícies de inundação”, afirmou, destacando que os resultados contribuem para a compreensão e monitoramento espacial de recursos hídricos e das mudanças ambientais na região.

Atualmente, a pesquisadora realiza pós-doutorado no Institut de recherche pour le développement (IRD) em Brasília, onde prossegue estudando a bacia Amazônica com observações espaciais e simulação computacional, porém agora no estuário do rio Amazonas.

Menções honrosas

Outras quatro teses conquistaram menções honrosas no prêmio:

 

A UFRGS e o Prêmio Capes de Tese

De acordo com o pró-reitor de Pós-Graduação Júlio Barcellos a premiação da Capes tem grande relevância para UFRGS e representa um reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos programas de pós-graduação. “Mesmo com todas as dificuldades da pandemia, cinco dos trabalhos conduzidos na UFRGS foram destacados nacionalmente. Isso demonstra, mais uma vez, a excelência da pós-graduação na Universidade, pois, das 49 áreas de avaliação da Capes em que as teses concorrem, obtivemos 10% dos prêmios”, comemora.

Prêmio Capes de Tese reconhece os melhores trabalhos de conclusão de doutorado defendidos em programas de pós-graduação brasileiros. Os critérios utilizados são: originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social e de inovação e o valor agregado pelo sistema educacional ao candidato. A premiação foi criada em 2005 e entregue pela primeira vez em 2006, abrangendo todas as áreas de conhecimento que têm um representante na avaliação da pós-graduação stricto sensu.

Nos links abaixo, é possível conferir os resultados alcançados pela UFRGS nas últimas quatro edições da premiação:

2020

2019

2018

2017

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Av. Paulo Gama, 110 - Bairro Farroupilha - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
CEP: 90040-060 - Fone: +55 51 33086000