No dia 24 de novembro de 2017, foi realizado um dia de campo em comemoração à 30 anos de experimentação em pastagens naturais. O ‘Nativão’ como é popularmente conhecido, é dos experimentos mais antigos da América do Sul. Foi inicialmente delineado pelo professor Gerzy Maraschin em 1987 e atualmente ele é coordenado pelo professor Paulo Carvalho, do departamento de Plantas Forrageiras da faculdade de Agronomia da UFRS. O evento foi organizado pelo Grupo de Pesquisa em Ecologia do Pastejo com o objetivo de apresentar as informações geradas no experimento, o público presente foi de aproximadamente 200 pessoas (foto) (foto) e foi realizado na Estação Experimental Agronômica da UFRGS.

O dia de Campo foi dividido em duas partes, onde pela manhã foram apresentadas 5 estações de conhecimento (foto). Na primeira o professor Paulo Carvalho apresentou o contexto e fez uma introdução sobre o histórico do experimento. As outras estações tiveram os seguintes temas: Solos, ambiente e demais resultados (Amanda Posselt, Ian Cezimbra e Luciana Podgaiski), Campo: estrutura e diversidade (Carolina Bremm e Carlos Nabinger), Animal: ganho de peso, comportamento e consumo (Olivier Bonnet e Júlio da Trindade) e Estação Tecnológica (Jérôme Bindelle, Gentil da Silva Neto e Joana Kuhn) (foto).

Durante à tarde foram apresentados três painéis: 30 anos de experimentação no Nativão, O campo nativo tem futuro? e Construindo o futuro, este último painel foi composto por pesquisadores que foram alunos de pós graduação e participaram do experimento como Carolina Bremm, Cassiano Pinto, Júlio Trindade e Olivier Bonnet (foto). Ainda dentre os palestrantes da tarde estavam pesquisadores renomados na área, como o próprio coordenador do experimento o professor Paulo Carvalho, junto com Aino Jacques, Gerzy Maraschin e Carlos Nabinger.