SEMINÁRIOS EM CIÊNCIA DO SOLO

 

Quarta-feira, 17/OUT/18, 14h, na sala PG 08

 

Título: Aplicação conjunta de substâncias húmicas e co-inoculação de rizóbios e Azospirillum brasilense em leguminosas e gramíneas.

 

Juan Guillermo Cubillos Hinojosa

Doutorando em Ciência do Solo, Microbiologista (UPC, Colômbia), Mestre em Ciências Agrarias (UNAL, Colômbia)

 

Orientador: Prof. Enilson Luiz Saccol de Sá

 

Resumo:

A necessidade de se minimizar os impactos causados ao meio ambiente pelo o uso indiscriminado de fertilizantes químicos tem levado à busca de estratégias de produção mais sustentáveis, como o emprego de resíduos e produtos orgânicos, ricos em substâncias húmicas (SH), e de inoculantes biológicos. Este trabalho visa avaliar o potencial da combinação de SH e rizóbios em co-inoculação com Azospirillum brasilense, como estratégia de produção sustentável em cultivos agrícolas, para a promoção de crescimento de plantas como o milho, feijão-fava, leucena e sorgo forrageiro. Em função do exposto, o trabalho se constitui de quatro estudos: (I) seleção de rizóbios autóctones do solo do Rio Grande do Sul eficientes na fixação biológica de nitrogênio em associação com leucena e feijão fava; (II) avaliação do efeito da aplicação conjunta de SH e rizóbios em co-inoculação com A. brasilense na promoção de crescimento de leucena e feijão fava; (III) avaliação do efeito da aplicação conjunta de SH e rizóbios em co-inoculação com A. brasilense na promoção de crescimento de milho e sorgo; (IV) avaliação do efeito da aplicação conjunta de SH e rizóbios em co-inoculação com A. brasilense na colonização das bactérias em leguminosa e em gramínea. No primeiro estudo, foram coletadas amostras de solo e nódulos de plantas de diferentes localidades do RS e, após, foram selecionados os isolados eficientes na Fixação de Nitrogênio em Leucena e feijão-fava. No segundo estudo foi conduzido um pré-teste com o objetivo de avaliar o efeito sobre o crescimento de plantas de leucena da aplicação de diferentes doses dos produtos à base de SH, variando da recomendada pelo produtor (4L.Ha-1) a até seis vezes, mais adição de nitrogênio. Os resultados preliminares mostraram que dos 30 isolados estudados, 8 tem a capacidade de formar nódulos em plantas de leucena, 14 em feijão-fava variedade preta e 2 na variedade vermelha. Em plantas de leucena, os rizóbios Leu01 e Leu02 foram eficientes para aumentar o comprimento do caule, massa seca da parte aérea, massa seca da raiz e o número de nódulos. Evidenciou-se que os AH e AF adicionados em conjunto com N apresentam efeito sobre o crescimento de leucena comparados com o N aplicado isoladamente. O aumento das doses de AH na aplicação conjunta com N apresenta o mesmo efeito da dose recomendada pelo produtor e que os AF tem um efeito maior sobre o crescimento de leucena na dose 7 vezes maior do que a recomendada pelo produtor.