SEMINÁRIOS EM CIÊNCIA DO SOLO

 

Quarta-feira, 10/ABR/19, 14h, na sala PG 08

 

Título: Manejo da adubação fosfatada, distribuição e contribuição relativa ao P disponível de frações de fósforo em Latossolo adubado com fertilizantes de diferente solubilidade

 

 

Magno Batista Amorim

Doutorando em Ciência do Solo, Engenheiro Agrônomo (UNIR), MSc Ciência do Solo (UFRGS)

 

Orientador: Prof. Cimélio Bayer

 

Resumo:

O manejo da adubação fosfatada é particularmente importante em solos com alta capacidade de adsorção de P, como os Latossolos Brunos do Centro-Sul do Paraná. Neste estudo, o efeito do uso de fontes de P com diferente solubilidade foi avaliada em três experimentos com sete fontes de fósforo, em duas estratégias de adubação (Sistema e Cultura), conduzidos em Latossolos em sistema plantio direto (SPD) com disponibilidade de P baixa, média e alta, na região Centro-Sul paranaense. A dose de P, aplicada na linha de semeadura, foi a recomendada regionalmente conforme a disponibilidade de P no solo, utilizando as seguintes fontes: Super Fosfato Triplo (SFT), Super Fosfato Simples (SFS), Yoorin, Yookarin, FN Bayóvar, Shell MAPS e Mosaic MES. Após três anos foram coletadas amostras de 0-10 cm e 0-20 cm de profundidade que foram submetidas a análise de P disponível por resina e ao fracionamento químico de P proposto por Hedley. Ao final do terceiro ano foi determinado o índice de eficiência agronômica das fontes utilizadas. Após, os dados de fracionamento de P dos tratamentos sem P, SFT, Yoorin e FN Bayóvar foram submetidos a análise de caminhos. Para solos com teores de P abaixo do nível crítico, as fontes solúveis de P (SFT e SFS) proporcionaram as maiores produtividades e também foram eficientes na correção do nível de P no solo.  Em solos com P acima do nível crítico, todas as fontes de P determinaram um suprimento de P adequado sem que ocorresse restrição à produtividade das culturas, independente da estratégia de adubação. Todas as fontes proporcionaram aumento nos teores de P lábil do solo em estudo. A adubação de cultura favoreceu o aumento nos teores de P na maioria das frações avaliadas. Em solo com nível alto de P, a maior eficiência de fontes solúveis como o SFT é devido à rápida liberação de P e por favorecer a liberação direta de P de frações inorgânicas (PiNaOH0.1) de moderada labilidade e orgânicas de pouca labilidade (PoNaOH0.1 e PoNaOH0.5). O uso do FN Bayóvar promove o tamponamento do PRTA por três caminhos preferenciais, semelhante ao SFT, porém sem favorecer a liberação direta de frações inorgânicas e orgânicas de menor labilidade.

Palavras chave: Fosfato natural, adubação de sistema, labilidade do fósforo.