Reflexão XIII (500 palavras (ou mais) sobre arte e educação em tempos de pandemia), de Luciana Gruppelli Loponte


“Que palavras precisaremos inventar para nomear o que estamos vivendo nesta pandemia global?

Enquanto não as inventamos, damos novos sentidos aquelas já tão gastas pelo uso: espera, angústia, tensão, medo, indignação, ausência.

Como unimos estas àquelas que ainda nos são tão caras, como arte e educação?

[…]

O que a arte tem a dizer? Ou o que a arte nos ajuda a dizer?”

(LOPONTE, P.36)

 

O trecho acima faz parte do texto Reflexão XIII (500 palavras (ou mais) sobre arte e educação em tempos de pandemia) de Luciana Gruppelli Loponte, que integra a publicação Reflexões da educação e das artes na era da Covid-19, Edição Especial da revista COMMUNIARSRevista de Imagen, Artes y Educación Crítica y Social, organizada por Carlos Escaño da Universidade de Sevilha.

A edição completa da revista, que tem como proposição a premissa: O que as artes tem a dizer, contribuir e promover em uma situação como a que estamos enfrentando? pode ser baixada aqui.

 

 

Leave a comment