Histórico

Em 1942, na época da instalação da Faculdade de Filosofia, foi criada a Biblioteca da Faculdade de Filosofia. A Biblioteca possuía em seu acervo obras nas mais diversas áreas do conhecimento, abrangidas por aquela faculdade. À medida que os departamentos da Faculdade de Filosofia foram se constituindo em institutos, a coleção foi sendo desmembrada, permanecendo reunidas as coleções do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e do Instituto de Letras (IL).

Em 1977 o Instituto de Letras mudou-se para o Campus do Vale e o Instituto de Filosofia e Ciências Humanas permaneceu no Campus Central, ocorrendo a separação das coleções destes dois institutos. Meses depois, o Instituto de Filosofia e Ciências Humanas também mudou-se para o Campus do Vale. Os acervos foram novamente reunidos e a Biblioteca passou a se chamar Biblioteca Setorial de Ciências Sociais e Humanidades (BSCSH). Está vinculada tecnicamente ao Sistema de Bibliotecas da Universidade (SBUFRGS) e, administrativamente, ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e ao Instituto de Letras, orientando suas atividades técnicas conforme os programas de ensino e linhas de pesquisa ali desenvolvidos.

A atual coleção da Biblioteca inclui as coleções do Instituto de Letras, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas e as coleções dos cursos de pós-graduação destes dois institutos. A coleção de documentos do Departamento de Psicologia, no entanto, não foi transferida para a BSCSH, uma vez que o curso de Psicologia permaneceu no Campus da Saúde. Em 1989, a BSCSH integrou-se ao Programa de Comutação Bibliográfica, como biblioteca cooperante. De agosto de 1989 até hoje alimenta a base de dados SABi (Sistema de Automação de Bibliotecas).

A partir de agosto de 1989, a BSCSH passou a prestar apoio técnico ao Centro de Documentação Social (CDS), quando ainda era Centro de Documentação do Sindicalismo. Suas atividades passaram a ser integradas às da BSCSH, em virtude das vantagens de operacionalização bastante significativas oferecidas por esta biblioteca. A partir de 1992 foram incorporados ao acervo da BSCSH/CDS os documentos que se encontravam nos cursos de pós-graduação e no INFOSOCIO – Núcleo de Informação em Sociologia. Em 1995, foi criada a Linha de Pesquisa Redes e Sistemas de Informação.

Em 2015 a Biblioteca mudou seu nome para Biblioteca de Ciências Sociais e Humanidades e adotou a sigla BIBCSH.

Hoje, a BIBCSH se constitui como uma das maiores bibliotecas do Sistema de Bibliotecas da UFRGS e uma das mais importantes bibliotecas do Rio Grande do Sul na área de Ciências Humanas e Sociais. Ocupa uma área física de 1.050 m2, e inclui em sua coleção obras nas áreas de Antropologia, Arqueologia, Ciência Política, Ciências Sociais, Cultura, Filologia, Filosofia, História, Leitura, Linguagem, Línguas, Linguística, Literatura, Religião, Sociologia, Sociologia Rural e Sindicalismo. Destaca-se em seu acervo a existência de obras raras e esgotadas, especialmente obras de referência de difícil localização em outras bibliotecas do país.