Italianos no RS

ALVES, Eliana Rela. Fides nostra, victorian nostra – os italianos católicos e o processo de aquisição do poder político na intendência de Caxias (1890-1924). 1995. Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

Anais do Seminário de História, comemorativo do centenário da imigração italiana, Rio Grande do Sul 1875-1975. PUC – RS. [NPH/UFRGS]

ANJOS, Marcos Hallal dos. Italianos e modernização: a cidade de Pelotas no último quartel do século XIX. História em Revista. Núcleo de documentação Histórica. Instituto de Ciências Humanas. Universidade Federal de Pelotas – Pelotas, 2001. Vol. 5, dez. 1999. p. 33-47. (Dossiê: etnias). [BSCSH/UFRGS, UCS, UNISC]

ANTUNES, Jeanete Holst. Imigração e industrialização: a saga do processo de desenvolvimento econômico em Bento Golçalves. 1987. Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

AZEVEDO, Thales de.   Os italianos no Rio Grande do Sul: cadernos de pesquisa.  Caxias do Sul: EDUCS, 1994. [BSCSH/UFRGS]

AZEVEDO, Thales Olympio Góes de. Italianos e gaúchos: os anos pioneiros da colonização italiana no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: A Nação, 1975. [BSCSH/UFRGS, ETC/UFRGS]

BARICHELLO, Cesar Augusto. Patrimônio Cultural Religioso e Negociação da Identidade do Imigrante Italiano da Quarta Colonia Imperial de Silveira Martins e Região Central do Rio Grande do Sul. Mestrado em Patrimônio Cultural. Universidade Federal de Santa Maria, 2010.

BATISTA, Katia Mara. Silveira Martins: Uma análise das vivências educacionais no contexto da imigração italiana. Mestrado em Extensão Rural. Universidade Federal de Santa Maria. 1996.

SCHWARTSMANN, Leonor Carolina Baptista. Entre a mobilidade e as inovações: a presença de médicos italianos no Rio Grande do Sul (1892-1938). Tese (Doutorado em Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do RS. 2013.

BATTISTEL, Arlindo I. Colônia italiana: religião e costumes 1981. EST.

BENEDUZI, Luís Fernando. Conquista da terra e civilização do gentio: o fenômeno imigratório italiano no Rio Grande do Sul. Anos Noventa. v. 20/21. Jan.-dez. 2005. p. 271-294.

BENEDUZI, Luís Fernando. Mal di Paese: as reelaborações de um vêneto imaginário na ex-colônia de Conde D’Eu (1884-1925). Porto Alegre, 2004. Tese de doutorado. Programa de Pós-Graduação em História. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2004. [BSCSH/UFRGS]

BENEDUZI, Luís Fernando. São Leopoldo. A queda de um semideus: o mito do sacerdote na imigração italiana. História UNISINOS, São Leopoldo. (Encontro Regional-Sul de História Oral/ABHO: 2: 2001), p. 41-55, 2002.

BENEDUZZI, Luís Fernando. Nem santos nem demônios: italianos. Porto Alegre, 1999. Dissertação de mestrado. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. PPG – História, UFRGS, 1999. [BSCSH/UFRGS]

BÓ, Juventino Dal; IOTTI, Luiza Horn e PINHEIRO MACHADO, Maria Beatriz. (orgs.). Imigração italiana e estudos ítalo-brasileiros: Anais do Simpósio Internacional sobre Imigração Italiana e do IX Fórum de Estudos Ítalo-Brasileiros. Caxias do Sul: Editora da UCS, 1999. [CENTRAL/PUCRS, UCS]

BOLZAN, Moacir. Quarta colônia: da fragmentação à integração. 2011. 347 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2011. Disponível em: <http://biblioteca.asav.org.br/vinculos/tede/MoacirBolzan.pdf>. Acesso em: 16/09/2015.

BONAFÉ, Marilene da Carli. Memórias e acervos da comunidade de imigração italiana. Dissertação de Mestrado em Letras.  Universidade de Passou Fundo, 2007.  [s/ Casca – RS]

BORGES, Maria Neli Ferreira. Ítalo-vacarienses: migrações étnicas e culturais.  Porto Alegre: EST, 2006.

BORGES, Stella Maris Araújo. Identidade étnica: idéia positiva de identificação. Italianos e seus descendentes em Porto Alegre/RS, Brasil. História UNISINOS. Número especial, jul./dez. 2002. p. 57-82. [BSCSH/UFRGS]

BORGES, Stella Maris Araújo. Italianos em Porto Alegre e o movimento operário: 1875 – 1919. Porto Alegre, 1990. Dissertação de Mestrado em História. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, PUCRS, 1990. [CENTRAL/PUCRS]

BORGES, Stella Maris Araujo. Italianos: Porto Alegre e trabalho. Porto Alegre: EST, 1993. [CENTRAL/PUCRS, UNISINOS]

BRANDALISE, Carla. Camisas-Verdes: o Integralismo no sul do Brasil. Acervo: revista do Arquivo Nacional. V. 10, n. 2 (jul./dez. 1997). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1998. p. 17-36.

BRANDALISE, Carla. Concepção de italianidade no Rio Grande do Sul. Noções étnicas de pertencimento: mitos e conflitos. In: Paola Cappellin; Vincenzo Pace; Gian Mario Giuliani; Ari P. Oro; Carla Brandalise. (Org.). Entre Memória e Mercado Famílias e Empresas de Origem Italiana no Brasil. Belo Horizonte: Argvmentvm Editora, 2010, p. 109-136.

BRISKIEVICZ, Michele. Territorialidade e identidade: a migração dos descentes de italianos no município de Francisco Beltrão – Paraná. 2012. 236 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Francisco Beltrão, 2012. Disponível em: <http://tede.unioeste.br/tede/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=875>. Acesso em: 04/10/2015.

BRUM, Rosemary Fritsch. Uma cidade que se conta: imigrantes italianos e narrativas no espaço social da cidade de Porto Alegre (1920-1937). Porto Alegre, 2003. Tese de doutorado. Programa da Pós-graduação em História do Brasil, PUCRS, 2003. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS]

CAPRARA, Bernadete Schiavo. Da colônia Dona Isabel ao município de Bento Gonçalves 1875 a 1930.  Bento Gonçalves: Visograf, 2005. [BSCSH/UFRGS]

CAPRARA, Bernardete Schiavo. Ensinar em português na escola de italianos: o processo de nacionalização do ensino em Bento Gonçalves. Dissertação de mestrado. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2003. [CENTRAL/PUCRS]

CARBONERA, Ildo. Trajetórias da narrativa ítalo-brasileira: ‘dove è la cuccagna?’. 2008. [BSCSH/UFRGS]

CARBONI, Florence. Babel colonial: instalação e integração lingüística da imigração italiana no Rio Grande do Sul (1875-1910). História: debates e tendências. Passo Fundo, RS Vol. 5, n. 1 (jul. 2004). [BSCSH/UFRGS]

CARBONI, Florence; MAESTRI, Mário (Coord.). Raízes Italianas do Rio Grande do Sul 1875 – 1997. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2000. 176 p.

CASAGRANDE, Gilnei Ricardo. Um cheiro do vinho: presença italiana em Gramado. Porto Alegre. Dissertação. (Mestrado em História) – PUCRS, Fac. de Filosofia e Ciências Humanas.

CASOLINO, Antonio Mottin Enzo. Italianos no Brasil – contribuições na literatura e nas ciências séculos XIX e XX. Edipucrs, 1999.

CAVAGNOLLI, Anelise. Os parceiros do vinho: a vitivinicultura em Caxias do Sul 1911-1936. Mestrado em História do Brasil.Mestrado. Universidade Federal do Paraná, 1989.

CONEDERA, Leonardo de Oliveira. A Imigração italiana no pós-guerra em Porto Alegre: Memórias, narrativas, identidades de sicilianos. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. 2012.

CONSTANTINO, Núncia Maria Santoro de. Caixas no porão: vozes, imagens histórias. Porto Alegre: Biblos, 2004.

CONSTANTINO, Núncia Maria Santoro de. Italiano na Cidade: Imigração Itálica nas Cidades. Passo Fundo: UPF, 2000. [UCS]

CONSTANTINO, Núncia Maria Santoro de. O italiano da esquina: meridionais na sociedade portoalegrense e permanência da identidade entre moraneses. São Paulo, 1990. Tese de Doutorado em História. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. USP, 1990. [CENTRAL/PUCRS, UCS] [publicado como CONSTANTINO, Núncia Santoro de. O Italiano da Esquina: Imigrantes Na Sociedade Porto-Alegrense. Porto Alegre: EST, 1994. 183p .]

CONSTANTINO, Núncia Santoro de. A construção da identidade no Brasil Meridional: italianos na capital do Rio Grande do Sul. Cordis – Revista Eletrônica de História Social da Cidade, v. n.2, p. 01-14, 2010.

CORADINI, Odaci Luiz. Os significados da noção de “italianos”. In: MAESTRI, Mário (org.). Nós, os ítalo-gaúchos. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 1996.  p. 33-39. [BSCSH/UFRGS]

CORADINI, Odaci. L. Origens Sociais, Mediação e Processo Eleitoral num Municipio de Imigração Italiana. In: BARREIRA, Irlys Alencar Firmo, PALMEIRA, Moacir Gracindo Soares (orgs.). Candidatos e candidaturas; enredos de campanha eleitoral no Brasil. São Paulo: ANNABLUME, 1998, p. 91-117.

CORRÊA, Marcelo Armellini. Dos Alpes do Tirol à serra gaúcha: a questão da identidade dos imigrantes trentinos no Rio Grande do Sul (1875-1918). 2014. 176 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2014. Disponível em: <http://biblioteca.asav.org.br/vinculos/00000B/00000B39.pdf>. Acesso em: 16/09/2015.

CORTEZE, Dilse Piccin. Ulisses va in América: história, historiografia e mitos da imigração italiana no Rio Grande do Sul (1875-1914). 2002. 131 f. Dissertação de mestrado em História Regional. Pós-Graduação em História.

COSTA, Rovílio, BATTISTEl, Arlindo I. Assim vivem os italianos. Porto Alegre: EST, 1982. I e III vs. [BSCSH/UFRGS, EDU/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

COSTA, Rovílio, BATTISTEl, Arlindo I. Duas Itálias. Porto Alegre: EST, 2000. (Talian/ Português). [UCS]

DACANAL, José Hildebrando, GONZAGA, Sérgius. RS: imigração & colonização 2.ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1992. (alemães – italianos – judeus). [ECO/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

D’ARISBO, Daltro Souza. Emigração italiana e os abruzzenses no RS. Porto Alegre: EST, 1998. [CENTRAL/PUCRS]

DE BONI, Luis A. (org.). A presença italiana no Brasil. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia; Fondazione Giovanni Agnelli, 1990.

DE BONI, Luis Alberto.   Os italianos do Rio Grande do Sul.  Caxias do Sul: Escola Superior de São Lourenço de Brindes, 1979. [BSCSH/UFRGS]

DE BONI, Luís Alberto. Entre o passado e o desencanto (Imigração Italiana). Porto Alegre: EST, 1983. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS]

FALEIRO, Silvana Rossetti. O conceito de pecado entre brasileiros descendentes de imigrantes italianos: mutações e efeitos no advir histórico. 1994. Dissertação (Mestrado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

FAVARO, Cleci Eulalia. Imagens femininas: contradições, ambivalências, violências. Região colonial italiana do Rio Grande do Sul (1875-1950). Doutorado em História do Brasil. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, 1995.

FENALTI, Naiani Machado da Silva. Gaspar Silveira Martins e o município “Silveira Martins”: memória, identidade e patrimônio. Dissertação de Mestrado em Patrimônio Cultural. Universidade Federal de Santa Maria, 2011.

FIGUEIREDO, Antonio Marçal Bonorino. Italianos e Descendentes Via Rio da Prata na Triplice Fronteira. EDITORA CRV, 2012. [Dissertação de Mestrado em História, Universidade de Passo Fundo, 2011]

FOCHESATTO, Iloni. Descrição do culto aos mortos entre italianos do RS. Porto Alegre: EST, 1977. [CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

FRANCO, Sérgio da Costa. Os coronéis burocratas da região colonial italiana na era Borges de Medeiros. Métis: história e cultura. vol. 1, n 2, jul/dez 2002. Caxias do Sul: Educs, 2003. (Dossiê História Regional).

FRIGERI, Alexandre Fonseca. Os Italianos, vinho e turismo: O vale dos vinhedos na serra gaúcha. Dissertação de Mestrado em Bens Culturais e Projetos Sociais. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil – CPDOC. Fundação Getúlio Vargas. 2009.

FROSI, Vitalina Maria, MIORANZA, Ciro. Imigração italiana no Nordeste do RS. Processos de formação e evolução de uma comunidade ítalo-brasileira. Porto Alegre: Editora Movimento, 1975.

FURLAN, Oswaldo Antônio. Brava e buona gente, cem anos pelo Brasil. Florianópolis: Ed. do Autor, 1997.

GAGLIOTO, Antônio. As nossas capelas: um caso único no mundo. Enfoques. Bento Gonçalves, v. 4, n. 20, dez. 1976. p. 1-68.

GARDELIN, Mário, STAWINSKI, A. V. Capuchinhos italianos e franceses no Brasil. Porto Alegre: EST, 1986. [UCS]

GASPERIN, Alice. Vão simbora (Imigração italiana). Porto Alegre: EST, 1984. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS]

GIRON, Loraine Slomp. As sombras do littorio: o fascismo no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Parlenda, 1994.

GIRON, Loraine Slomp. Colonos e fazendeiros: imigrantes italianos nos campos de Vacaria. Est, 2001.

GIRON, Loraine Slomp. Fazendeiros e colonos: a difícil união.  Coletânea CCHA – Cultura e Saber.  Caxias do Sul, v. 1, n. 1, p. 57-66. dez. 1997.

GODOY, Ana Boff de. O eu e o outro na terra da Cocanha: o jogo da identidade italiana em solo gaúcho Mestrado em Letras. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2002.

HERÉDIA, Vania Beatriz Merlotti. Formação das associações industriais no modelo desenvolvimentista no sul do Brasil: o caso do Centro da indústria fabril no município de Caxias do Sul. Encuentros latinoamericanos, v. 3/4, p. 68-89, 2008.

HERÉDIA, Vania Beatriz Merlotti. O mito do imigrante no imaginário da cultura. Métis. (UCS), v. 4, p. 233-244, 2005.

HERÉDIA, Vania Beatriz Merlotti. O mito do padre entre descendentes italianos. 2ed. EST/EDUCS, 1979.

HERÉDIA, Vania Beatriz Merlotti. Processo de industrialização da zona colonial italiana. Caxias do Sul: Editora da UCS, 1997. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

INSTITUTO GOETHE / CONSULADO GERAL DA ITÁLIA. Terra Natal Terra Nova. O futuro das tradições italiana e alemã no rio Grande do Sul. EST. 2002.

INSTITUTO SUPERIOR BRASILEIRO-ITALIANO DE ESTUDOS E PESQUISAS. Anais do I e do II Fórum de estudos ítalo-brasileiros. 1979. EST/UCS.

IOTTI, Luiza Horn. Imigração e poder: a palavra oficial sobre os imigrantes italianos no Rio Grande do Sul (1875-1914). Tese de doutorado. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2003. CENTRAL/PUCRS

IOTTI, Luiza Horn. O olhar do poder: a imigração italiana no Rio Grande do Sul, de 1875 a 1914, através dos relatórios consulares. 2 ed. Caxias do Sul: EDUCS, 2001. [NPH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS]

KANAAN, Beatriz Rodrigues. Imigrações contemporâneas e italianidade: um estudo sobre jogos identitários na região industrializada de Farroupilha/RS. 2008. [BSCSH/UFRGS]

KARSBURG, Alexandre de Oliveira; BIASOLI, Vitor Otávio; VÉSCIO, Luiz E. Hóstia, trabalho e desordem: o mundo do imigrante no início da colonização italiana na região central do Rio Grande do Sul. Revista História (UNICRUZ), Universidade de Cruz Alta, v. 1, n. 4, p. 49-54, 2003.

LAYTANO, Dante de. A presença calabresa nas cidades gaúchas, particularmente em Porto Alegre. Véritas. Porto Alegre, v.34, n.131,1988. p.351-363. [MUSEU/PUCRS]

LAZZARI, Beatriz Maria. Imigração e ideologia: reação do parlamento brasileiro à política de colonização e imigração. EST/EDUCS, 1980.

LAZZAROTTO, Valentim. Pobres construtores de riqueza. EDUCS/EST. 1981.

LEWGOY, Bernardo. A invenção de um patrimônio: um estudo sobre as repercussões sociais do processo de tombamento e preservação de 48 casas em Antônio Prado-RS. Dissertação (mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Porto Alegre, 1992.

LIMA JÚNIOR, Gerson Afonso de. A promoção da identidade étnica em Caxias do Sul através da produção literária e a institucionalização do programa de pós-graduação em cultura regional. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. Bacharelado em História. UFRGS [BSCSH/UFRGS]

LUCHESE, Terciane Angela. Relações de poder: autoridades regionais e imigrantes italianos nas Colônias Conde D’Eu, Dona Isabel, Caxias e Alfredo Chaves – 1875-1889. Porto Alegre, 2001. Dissertação de Mestrado em História do Brasil. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, PUCRS, 2001. [CENTRAL/PUCRS]

LUCHESE, Terciane Ângela; GOMES, Maysa. Notícias de escolas e associações étnicas italianas na imprensa de Caxias do Sul/RS e Juiz de Fora/MG (1880 – 1914) Revista de História Comparada.  v. 10, n. 1,  Junho/2016.

LUZZATTO, Darcy Loss. Noantri semo taliani, gràssie a Dio. Porto Alegre: EST, 1990. [CENTRAL/PUCRS, UCS]

MACHADO, César Pires. Buona gente – marcha para o sul. EST, 2005.

MAESTRI, Mário. Mi son talian, grazie a dio! Considerações sobre nacionalização, identidade étnica e irredentismo na região colonial italiana – 1875-1996. Erechim. Perspectiva. v. 21, n. 73, p. 35-73, mar. 1997.

MAESTRI, Mário. Os Senhores da Serra: Colonização Italiana no Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Editora da UPF, 2000. [UNISC]

MANFROI, Olívio. Colonização italiana no Rio Grande do Sul. 2ª ed. Porto Alegre: EST, 2001. [CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

MARCHIORI, José Newton. Esboço histórico de Jaguari. Santa Maria: EDUFSM, 1999.

MARIN, Jérri Roberto. Quarta colônia– novos olhares. EST, 1999.

MARIN, Jérri. “Ora et Labora”: o Projeto de Restauração Católica na Ex-Colônia de Silveira Martins. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre: CPG História/UFRGS, 1993. [BSCSH/UFRGS]

MERLOTTI, Vânia Beatriz. Mito do padre entre descendentes italianos. Porto Alegre: EST, 1979. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UCS, UNISC]

MILANO. Uma vila operária na colônia italiana: o caso Galópolis (1906-1941). Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, 2010.

MOCELLIN, Maria Clara. Narrando as origens: um estudo sobre a memória mítica entre descendentes de imigrantes italianos da Região Colonial Italiana do Rio Grande do Sul. 1993. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

MOCELLIN, Maria Clara. Trajetórias em Rede: representações da italianidade entre empresários e intelectuais da região de Caxias do Sul. Tese de Doutoramento em Ciências Sociais. UNICAMP. 2008.

MOROSINI, Marília Costa. Imigrantes italianos “que deram certo” em Porto Alegre e a esfera do trabalho: subsídios para estudo. Véritas. Revista trimestral de filosofia e ciências humanas da PUCRS. Porto Alegre, Vol. 32, n. 127 (set. 1987), p.365-372. [BSCSH/UFRGS, EDU/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, MUSEU/PUCRS]

MORTARI, Elisângela Carlosso Machado. Identidades Negociadas: O Rádio e a Construção Simbólica da Quarta Colônia/RS. Doutorado em Comunicação e Cultura. Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2004.

ORLANDI, Adriana. Nanetto Pipetta: representação histórica, memória coletiva e identidade nas comunidades coloniais italianas do Rio Grande do Sul. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre: PPGHIST/UFRGS, 2000. [BSCSH/UFRGS]

ORO, Ari Pedro. Imigrantes italianos e religiões afro-brasileiras no Rio Grande do Sul.  In: DE BONI, Luis A. (org.)  A presença italiana no Brasil. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia; Fondazione Giovanni Agnelli, 1990. v. II. p. 545-553. [BSCSH/UFRGS, CENTRAL/PUCRS, UNISC, UCS]

ORSOLIN, Daniele Erthal. A influência palotina no ethos cultural das populações de imigrantes e descentes de italianos em Vale Vêneto. Dissertação de Mestrado em Integração Latino-Americana. Universidade Federal de Santa Maria. 2005.

OSPITAL, Maria Silvia, CONSTANTINO, Núncia Santoro de. Construção da identidade e associação italianas: La Plata e Porto Alegre (1880-1920). Estudos Ibero-americanos, v.25, n.2, 1999. p.131-145. [CENTRAL/PUCRS, MUSEU/PUCRS]

PAGANI, Marcos Fernando. O nacionalismo na região colonial italiana – a ação dos centros culturais (1937 – 1945). 2000. Dissertação (Mestrado em História). PUCRS, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

PARCIANELLO, Juciane Ferigolo. O dizer na e sobre a língua de sujeitos descendentes de imigrantes italianos e a fronteira enunciativa. 2011. 114 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011. Disponível em: <http://cascavel.ufsm.br/tede/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3596>. Acesso em: 04/10/2015.

PAULA, Sady Brum de. A colonização italiana e a reestruturação agrária da região Centro-Oeste. Dissertação (Mestrado em Integração Latino – Americana) – Universidade Federal de Santa Maria. 1999.

PAULUS, Beatriz. O cotidiano no vale dos vinhedos: uma compreensão a partir das representações sociais. Dissertação de Mestrado em Sociologia. UNISINOS, 2009.

PERCO, Daniela. Fonti Orali ed Emigrazione. Il Caso del Rio Grande do Sul (Brasile). In: FRANZINA, Emílio (a cura di). Um altro veneto: saggi e storia dell’emigrazione nei secoli 19 e 20. Abano Terme: Francisci, 1983.

PELLANDA, Ernesto. Imigração e colonização italiana. In: BECKER, Klaus (org.), Enciclopédia Rio-grandense.  2 ed. Porto Alegre: Sulina, 1968. v. 1 (O Rio Grande Antigo).

PEREIRA, Walmir da Silva. Patrimônio cultural e nova história indígena nas terras baixas da América do Sul: os Guarani MBYA entre Clio, Cronos e Mnemosine. 2009. 364 f. Tese (Doutorado em História) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2009. Disponível em: <http://biblioteca.asav.org.br/vinculos/000009/00000936.pdf>. Acesso em: 16/09/2015.

PICCOLO, Helga I. L. Alemães e Italianos no Rio Grande do Sul: fricções inter-éticas e ideológicas no século XIX. In: Fondazione Guiovanni Agnelli. (Org.). A Presença Italiana no Brasil. Torino: Escola Superior de Teologia, 1990, v. II, p. 577-593.

PINHEIRO, Luciana Santos. Processos de territorialização de variedades dialetais do italiano como línguas de imigração no nordeste do Rio Grande do Sul.   2014. 165 f. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/102203>. Acesso em: 19/09/2015.

POMATTI, Angela Beatriz. Italianos na cidade de Pelotas: doenças e práticas de cura 1890-1930. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica do RS. 2011.

POSSAMAI, Paulo César. O processo de construção da identidade ítalo-sul-riograndense (1875-1918), in: História Unisinos. v. 11, n. 1, p. 49-57.

POSSAMAI, Paulo. “Dall’Italia siamo partiti”: a questão da identidade entre os imigrantes italianos e seus descendentes no Rio Grande do Sul (1875-1945).  Passo Fundo: UPF, 2005. [BSCSH/UFRGS]

RADOMSKY, Guilherme Francisco Waterloo. Tramas da memória e da identidade: as relações de reciprocidade e as especificidades históricas de uma região de colonização italiana no sul do Brasil. Humanas. Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. v. 28, n. 1, 2006. p. 99-126

REIS, Sandra da Silva. Quarta Colônia e Dona Francisca: manifestações de territorialidade, identidade e preservação cultural dos imigrantes italianos e de seus descendentes. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia, Porto Alegre, BR-RS, 2002. [GEO/UFRGS]

RIBEIRO, Cleodes Maria Piazza Julio. Festa & Identidade. Caxias do Sul: Editora da UCS, 2002. [CENTRAL/PUCRS]

RICHTER, Ivone Mendes (org.). Medianeira e Pompéia: festividades reliogiosas populares na região de Santa Maria (RS). Ed. UFSM, 1990.

RIGHI, José Vicente; BISOGNIN, Edir Lucia; TORRI, Valmor. Povoadores da IV Colônia. EST, 2001.

RIOS, Angélica de Medeiros. Ser ou não ser italiano: descendentes de imigrantes em Santa Maria durante o Estado Novo. Porto Alegre, 2001.  Diss. (Mestrado em História) – PUCRS, Fac. de Filosofia e Ciências Humanas

RODEGHERO, Carla Simone. O diabo é vermelho: imaginário anticomunista e Igreja Católica no Rio Grande do Sul (1945-1964). 2. ed. Passo Fundo: Ediupf, 2003.

ROSSETTO, Valter. Educação para a memória e a cultura étnica: análise da Festitália de Serafina Corrêa – RS (1986-2002). 2004. 230 f.: Dissertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Educação, da Universidade de Passo Fundo. [Memória e cultura étnica- a Festitália de Serafina Correa-RS. Passo Fundo: UPF, 2005.]

SANTIN, Silvino. A imigração esquecida. EST/EDUCS, 1986.

SANTIN, Silvino.  Dimensão social do trabalho e da propriedade do imigrante italiano na ex-colônia de Silveira Martins.  In: DE BONI, Luis A. (org.).  A presença italiana no Brasil. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia, Torino: Fondazione Giovanni Agnelli, 1990. vol. II. p. 447-461.

SANTOS, Miriam de Oliveira. Bendito é o Fruto: Festa da Uva e identidade entre os descendentes de imigrantes italianos de Caxias do Sul. Tese de doutorado em Antropologia Social. Museu Nacional/UFRJ. Rio de Janeiro, 2004.

SAQUET, Marcos Aurelio. Os tempos e os territórios da colonização italiana. EST, 2003.

SCAPIN. Marilene. Mulheres descendentes de imigrantes italianos na Quarta Colônia: mitos estereótipos. 2001. Dissertação (Mestrado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

SCHNEIDER, Ivo Alberto. Funções sociais da habitação e sua diferenciação em populações de etnia alemã e italiana. Revista de Ciências Sociais. Porto Alegre, vol.1, n.1 (1986), p. 123-137. [BSCSH/UFRGS]

SEIDL, Ernesto. “Intérpretes da história e da cultura”: carreiras religiosas e mediação cultural no Rio Grande do Sul. Anos 90. v.14, n. 16, p. 77-110, dez. 2007.

SOARES, Ana Paula. Mande notícias do mundo de lá…: o cotidiano nas colônias do Rio Grande do Sul, através da palavra de imigrantes italianos: 1875-1889. Porto Alegre, 2004. (Mestrado em História) – PUCRS, Fac. de Filosofia e Ciências Humanas.

SOLDATELLI, Candice. Identidade cultural e resistência da literatura oral – A canção Dona Lombarda na Região Colonial Italiana do Rio Grande do Sul. Mestrado em Letras, Cultura e Regionalidade. Universidade de Caxias do Sul, UCS, 2004.

TEDESCO, João Carlos. Colonos, carreteiros e comerciantes. EST. 2000.

TEDESCO, João Carlos. Imigração e integração cultural: interfaces: brasileiros em Verona – Itália. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, 2003. 213 p.

THOEN, Carla Fernanda C. Representações sobre Etnicidade e Cultura Escolar nas Antigas Colônias de Imigração Italiana do Nordeste do Rio Grande do Sul (1905 – 1950). Dissertação de Mestrado em Educação. Universidade de Caxias do Sul, 2011.

TREVISAN, Eunice Piccin. O código cultural Religião como uma das manifestações da identidade cultural da Quarta Colônia de Imigração Italiana. Mestrado em Geografia. Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, 2009.

URBIM, Carlos. Zamprogna: a história da imigração italiana e a industrialização no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Nova Prova, 2009. [ECO/UFRGS]

VALDUGA, Gustavo. “Paz, Itália, Jesus”: uma identidade para imigrantes italianos e seus descendentes: o papel do jornal Correio-Riograndense (1930-1945). Porto Alegre, Diss. (Mestrado em História) – PUCRS, Fac. de Filosofia e Ciências Humanas. 2007.

VALDUGA, Gustavo. Para além do Coronelismo: italianos e Descendentes na Administração dos poderes executivo da região Colonial italiana do Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. 2012.

VANNINI, Ismael. Sexo, o vinho e o diabo. Porto Alegre: EST, s/d.

VANNINI, Ismael. História, Sexualidade e Crime: Imigrantes e Descendentes na Região Colonial Italiana do Rio Grande do Sul (1938/1958). Tese de Doutorado. Programa de Pós Graduação em História Ibero-Americana. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, 2008.

VENDRAME, Maíra Inês. Lá éramos servos, aqui somos senhores. A organização dos imigrantes italianos na ex-colônia Silveira Martins (1877-1914). Ed. UFSM, 2007

VENDRAME, Maíra Ines. Ares de vingança: redes sociais, honra familiar e práticas de justiça entre imigrantes italianos no sul do Brasil (1878-1910). Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. 2013.

VERONEZE, Marilei. A (Re)Construção da Italianidade no norte do estado do Rio Grande do Sul: Viadutos (1910-1970). Dissertação (Mestrado em História) — Universidade de Passo Fundo, 2007.

VESCIO, Luiz Eugenio. O crime do Padre Sório – maçonaria e Igreja católica no RS (1893-1928). Ed. UFRGS/UFSM, 2001.

WEBER, Regina. O avanço dos “italianos”. História em Revista. Pelotas. UFPEL/Núcleo de Documentação Histórica. v. 10 (VII Encontro Estadual da ANPUH-RS). dez. 2004. p. 75-94.

ZAGONEL, Carlos Albino. Igreja e imigração italiana: Capuchinhos de Sabóia. Um contributo para a Igreja no RS (1895-1915). Porto Alegre: EST/Sulina, 1975.

ZANINI, Maria Catarina Chitolina. Italianidade no Brasil Meridional: a construção da identidade étnica na região de Santa Maria – RS. Santa Maria: Editora UFSM, 2006.

ZANINI, María Catarina. C. Diferentes percursos da migração italiana no Rio Grande do Sul (Brasil). Estudios Migratorios Latinoamericanos. abril 2007, n. 62. p. 151-179.

ZANINI, Maria Catarina. Italianos: “Fai aparire l’italiano Che tu sei”. Revista Sociais e Humanas. Santa Maria: Centro de Ciências Sociais e Humanas/UFSM. V. 11, n.1, jun./1998.