Projeto Preservação do Acervo Raro da UFRGS

poster sem logoDia 5 de maio de 2014, iniciou o desenvolvimento do projeto Preservação do Acervo Raro da UFRGS. Inscrito pela Biblioteca Central no Programa de Preservação de Acervos 2010/2011 do BNDES,  este Projeto foi selecionado para receber uma colaboração financeira não reembolsável, ficando na quinta posição nacional dentre os oito selecionados na categoria âncora, segundo critérios de mérito e prioridade.

O objetivo central do Projeto é preservar e dar acesso às obras raras da UFRGS através da catalogação e inserção no seu catálogo eletrônico on-line SABi, higienização e acondicionamento adequado. Prevê ainda o aparelhamento do Laboratório de Restauração da Biblioteca Central.

Os acervos contemplados são o Departamento de Obras Raras da Biblioteca Central, Obras Raras da Biblioteca da Faculdade de Medicina e da Biblioteca da Faculdade de Direito. Estas coleções são as que reúnem maior número de obras raras, possuem maior demanda por consultas e mais carência de tratamento.

O Laboratório de Conservação e Restauro receberá equipamentos que o colocará entre os melhores do país, com capacidade para realizar intervenções complexas em livros e documentos, possibilitando o atendimento das necessidades de restauração das obras raras e preciosas da Biblioteca Central que já se encontram degradadas, bem como tratar os livros raros de todas bibliotecas do SBUFRGS.

O projeto, que tem a gestão financeira da FAURGS, prevê a compra de equipamentos, material de consumo e a contratação direta de sete profissionais, sendo cinco bibliotecários e dois técnicos em biblioteconomia. Também haverá a contratação de dezessete bolsistas que serão qualificados e terão a oportunidade de conhecer os acervos e as práticas de conservação e tratamento técnico de obras especiais, ampliando o alcance dos benefícios do projeto.

A catalogação das obras raras e disponibilização através do catálogo on-line SABi, a melhoria das condições de armazenagem e acondicionamento e a restauração das obras danificadas permitirão trazer ao conhecimento e acesso da população uma coleção belíssima, além de inestimável fonte de pesquisa, que no momento se encontra oculta e desconhecida.

 

cultural_234x60