Coleção de obras raras

A coleção de obras raras da Biblioteca Central origina-se na Coleção Eichenberg, adquirida em 1969 pela UFRGS. Compõem este acervo cerca de 10.000 volumes constituído por obras publicadas do século XVI ao século XX. Os critérios de raridade empregados para classificar as obras raras ou preciosas são os seguintes:

  • impressos na Europa até o século XVIII;
  • impressos no Brasil até 1841;
  • edições de tiragem reduzida;
  • exemplares de coleções especiais;
  • edições clandestinas;
  • obras esgotadas;
  • exemplares com anotações manuscritas importantes;
  • exemplares de bibliófilo;
  • edições de luxo;
  • exemplares autografados por pessoas de reconhecida projeção.

Departamento de Obras Raras

O Departamento de Obras Raras tem por objetivos zelar pela guarda e conservação deste acervo; seu processamento técnico; o atendimento aos pesquisadores; a colaboração nos eventos promovidos pela Universidade e o assessoramento às Bibliotecas Setoriais da UFRGS, com vistas a identificação de obras raras existentes em seus acervos.

Por ser um Departamento diferenciado, são observadas normas específicas de funcionamento e de consulta ao material. As consultas ao Departamento devem ser previamente agendadas através do telefone (51) 3308-1002.
Responsável: Bibliotecária Ana Rüdiger

Entre os diversos títulos que podem ser encontrados no Departamento de Obras Raras, poderíamos destacar:

BIBLIA. Alemão. Stuttgart: Eduard Hallberger, [s.d.]. Ilustrações de Gustave Doré.

LIÃO, Duarte Nuñez de . Origem da lingua portuguesa. Lisboa: Pedro Crasbeech, 1606.

SAINT-HILAIRE, Auguste de. Plantes usuelles des brasiliens. Paris: Grimbert, 1824.

DU JARRIC, Pierre. L’histoire des choses plus memorables advenües tant és Indes Orientales, qu’autres pays de la decouverte des Portugais… Valenchienne: Iean Veruliet, 1611.

DAUMIER, Honoré. Les carottes. Paris: Imprimerie Lange Lévy, 1844.

Exposições e nanoexposições

O Departamento de Obras Raras organiza periodicamente pequenas exposições de obras selecionadas do seu acervo, visando divulgar os livros que pertencem à Coleção Eichenberg.  As mostras  podem ser apreciadas tanto localmente como no site da Biblioteca.

Como identificar obras raras no acervo de sua Biblioteca

A fim de iniciar a identificação de obras raras / preciosas / históricas no acervo da biblioteca, é conveniente estabelecer alguns critérios básicos para facilitar a seleção. O curador ou gestor do acervo é quem pode avaliar a coleção e estabelecer os critérios mais adequados.

  • Pode-se iniciar estabelecendo uma data de publicação a partir da qual serão definidas as obras que serão analisadas com mais cuidado. Sugiro que sejam identificadas obras publicadas até inicio do século XX (1920), ou uma data que seja importante para a área da Biblioteca (Química/Biologia/Geologia, etc.). Esta informação pode ser obtida em livros de história da Ciência.
Edição da obra Dom Quixote
  • Fazer um levantamento bibliográfico em fontes especializadas e identificar as obras mais importantes publicadas na área. Localizar no catálogo o que existe na Biblioteca.
  • Avaliar os exemplares disponíveis no acervo: encadernação especial/exemplar numerado/exemplar autografado/exemplar com ex-libris. Atenção para livros com dedicatórias de professores eméritos, doações de personalidades importantes para a Unidade, anotados por ex-professores. Estes podem não ser raros, mas são a memória da biblioteca ou da Faculdade, e podem formar uma coleção histórica.
Obra com assinatura
Obra com ex-libris de Alvaro Moreyra.

Fonte: Ana Lucia Rüdiger, Departamento de Obras Raras a Biblioteca Central (junho de 2015).