Caso 
Fialuridina - Interrupção de pesquisa


A fialuridina é uma droga que estava sendo avaliada para ser utilizada no tratamento de hepatite B. Esta droga foi testada, em primeiro lugar, em animais.

Posteriormente, um teste piloto foi realizado em 67 pacientes com hepatite B e/ou AIDS, sem qualquer intercorrência grave durante o período de estudo. A droga foi utilizada apenas por um breve período de tempo.

Um novo ensaio clínico foi realizado pelo NIH/EEUU, com 15 pacientes voluntários, que utilizaram a droga por quatro semanas. Destes, um desenvolveu insuficiência renal, que era um efeito adverso não previsto, e o estudo foi interrompido. Mesmo com a interrupção, outros cinco participantes morreram e dois tiveram que ser submetidos a transplante de fígado. Os problemas apresentados, neste estudo, indicaram que a droga tinha uma ação deletérea sobre as mitocôndrias.

Após estas complicações foi constatado que 4 meses depois do teste piloto, 4 dos 67 pacientes (5,9%) morreram, sem que, na época, os óbitos fossem relacionados ao uso da fialuridina.


Folha de São Paulo. 29/10/1995:2.
Pesquisa em Saúde e Direito dos Animais (aula)
Ética Aplicada à Pesquisa em Saúde
Página de Abertura - Bioética
Texto atualizado em 24/07/2000
(c)Goldim/1997-2000