Caso 
Janet Parker - Proteção ao trabalhador em pesquisa


Em 1978 a OMS anunciou a erradicação da varíola no mundo. Apenas cinco laboratórios de alta segurança ficaram com vírus de varíola armazenados. Estas amostras foram guardadas com a finalidade de preservar a memória genética e possibilitar eventuais estudos sobre estes memsos vírus.

A fotógrafa Janet Parker trabalhava no Departamento de Microbiologia Médica da Universidade de Birmingham (UK). Em 1978, morreu de varíola, um mes após ter sido contaminada por um vírus armazenado.  As circunstância e que ocorreu esta contaminação nunca foram reveladas de forma adequada, porém foi comprovado que houve falha nas normas de biossegurança do seu laboratório.

O chefe do Laboratório, Prof. Henry Bedson, após ter levantado todas as circunstâncias que envolviam esta contaminação, cometeu suicídio.



Shrader-Frechette K. Ethics of Scientific Research. Boston: Rowman, 1994:45.

Casos
Ética aplicada à pesquisa em saúde
Página de Abertura - Bioética
Texto atualizado em 24/07/2000
(c)Goldim/1997-2000