Modelos Explicativos Utilizados em Bioética
José Roberto Goldim

Os diferentes autores da Bioética, como em qualquer outra área de conhecimento, utilizam modelos explicativos para elaborar a suas propostas. É importante estabelecer uma classificação destes difetrentes modelos como forma de permitir uma visão abrangente de todas as diferentes perspectivas teóricas que embasam o pensamento bioético contemporâneo. Serão abordados, de forma sumária, os dez modelos explicativos que vem sendo utilizados.

Os Profs. Tom Beauchamp (Instituto Kennedy de Ética da Universidade Georgetown/EEUU) e James Childress (Universidade de Virgínia/EEUU)  propuseram a existência de três modelos de justificação, que são os seguintes:

A Profa. Maria do Céu Patrão Neves, da Universidade de Açores/Portugal,  propôs uma listagem de modelos explicativos utilizados pelos diferentes grupos de autores da Bioética. É uma proposta interessante, especialmente para permitir  que as diferentes leituras sejam entendidas de acordo com o seu referencial teórico. Os Modelos Explicativos propostos pela Profa. Maria do Céu Patrão Neves são os seguintes: O Prof. Francesco Bellino (Universidade de Bari/Itália) inclui entre os diferentes modelos possíveis um novo, denominado: Nós temos utilizado um novo modelo explicativo para a Bioética que é o modelo baseado na complexidade.

Os diferentes modelos explicativos propostos podem ser avaliados de acordo com alguns critérios propostos para a construção e validação, que podem ser extremamente úteis para esclarecer as diferenças entre as diferentes propostas.
 

Beauchamp TL, Childress JF. Principles of biomedical ethics. New York: Oxford, 1994:14-28,45-47.
Neves MCP. A Fundamentação Antropológica da Bioética. Bioética 1996;4(1):7-16.
Bellino F. Fundamentos de Bioética. Bauru: EDUSC, 1998:215-217.



 Textos - Conceitos Fundamentais
Página de Abertura - Bioética

Texto incluído em 31/01/1999 e atualizado em 04/07/2002
(C)Goldim/1999-2002