Risco Diferencial Mínimo



José Roberto Goldim

O risco diferencial mínimo é caracterizado quando a diferença entre as probabilidades de danos associados a dois, ou mais, procedimentos é considerada insignificante.

Segundo Abramson, quando ocorrer risco diferencial mínimo em um projeto de pesquisa, o uso de consentimento informado poderia ser dispensado. Esta foi uma das propostas que abriu a possibilidade de serem realizadas novamente pesquisas sem consentimento informado, mesmo após todos os documentos internacionais consagrarem o seu uso. Alguns pontos, decorrentes deste conceito de risco, podem ser discutidos:

A noção de Equipolência  utiliza esta mesma noção de risco diferencial mínimo, mas não no sentido de suprimir a obtenção do consentimento informado, mas sim no de possibilitar a relização de estudos comparativos aleatorizados (ensaios clíninos randomizados), baseando-se na incerteza de qual o melhor método ou procedimento a ser adotado.
Abramson NS, Meisel A, Safar P. Deferred consent: a new approach for resuscitation research on comatose patients. JAMA 1986 May 9; 255(18):2466-2471.

Pesquisa Sem Consentimento
Página de Abertura - Bioética
Texto atualizado em 29/04/2001
(c)Goldim/1997-2001