Caso Fertilização com sêmem de doador falecido


caso semem/Goldim

Um homem de 22 anos de idade, noivo, com casamento marcado para daqui a 4 meses, teve confirmado o diagnóstico de morte cerebral após um acidente de automóvel. O seu pai foi o primeiro a chegar ao hospital e concordou em doar os seus órgãos para a realização de transplantes. O pai fez, contudo, uma solicitação incomum: se o esperma do filho poderia ser obtido e congelado para uso futuro ?

A noiva deste rapaz não foi ainda localizada para ser consultada, mas o pai acredita que ela concordará em conceber um filho de seu noivo, pois assim uma "parte dele continuará viva". Já foi realizada coleta de esperma, com sucesso, em outros pacientes nesta mesma situação. O pai do rapaz tinha apenas este filho, e afirmou que, caso a noiva não queira conceber um filho com este esperma, doará o mesmo, para que a linhagem de sua família tenha continuidade, pelo menos desta forma.

Crigger BJ (ed). Cases in Bioethics. New York: St. Martin's, 1993:78.

Bioética e Reprodução Humana (aula)
Página de Abertura - Bioética
©Goldim/97