A arte de Glauber Rocha

“A arte não é só talento, mas sobretudo coragem”
(Glauber Rocha)

Glauber de Andrade Rocha nasceu em 14 de março de 1939, em Vitória da Conquista, na Bahia.

Artista importante e controverso, é considerado um dos mais influentes cineastas brasileiros. Um dos idealizadores do Cinema Novo, se opôs ao cinema tradicional (comédias, chanchadas e filmes estilo Hollywood, por exemplo) feito no Brasil até então.

O cineasta, ator e escritor pretendia uma arte engajada, com visão crítica sobre a realidade. Em busca de uma nova estética e identidade para o cinema brasileiro, foi incompreendido e cerceado, uma vez que foi considerado subversivo pela ditadura militar.

“Terra em Transe”, um de seus principais filmes, foi lançado em 1967 e faz uma leitura da história política brasileira e um retrato da desolação profunda dos intelectuais de esquerda diante do golpe militar de 1964. Em abril do mesmo ano, foi proibido no Brasil acusado por militares e lideranças religiosas de subversão.


(Cena do filme)

Bônus da BC: o filme está disponível em Terra em Transe.

Em seu livro “Revisão Crítica do Cinema Brasileiro”, Glauber analisa o modo de fazer cinema e traz, sobre o apanhado histórico cinematográfico brasileiro, as próprias posições políticas e estéticas.

A obra, que de certo modo foi um tanto menosprezada quando publicada, hoje assim como o próprio artista e seus filmes, é tida como das abordagens mais influentes e necessárias publicadas para e sobre o cinema brasileiro .

Na BC Tem! E está na Coleção Eichenberg, 791.43 (81) R672r.

Glauber Rocha faleceu em 22 de agosto de 1981, no Rio de Janeiro. Segundo Lúcia Rocha, mãe do cineasta, “Glauber morreu de Brasil”.

 

Fonte consultada: <https://filmow.com/glauber-rocha-a41582/>.

14 de março de 2019

Publicado por Zuleika Branco