Biblioteca expressa

Compartilhe

O anúncio do acordo entre o Google e a empresa On Demand Books vem gerando uma série de discussões nas últimas semanas. A primeira razão da polêmica é a abrangência da medida, que permite a impressão de 2 milhões de títulos que já são de domínio público dentro do acervo total de 10 milhões de obras que o gigante da internet tem digitalizadas.

Esse acordo foi anunciado às vésperas da decisão da Justiça norte-americana – marcada para 7 de outubro – sobre um processo movido contra o Google por empresas rivais, como Microsoft, Yahoo! e Amazon, que o acusam de violação de direitos autorais. Caso a Justiça dê ganho de causa ao Google, pelo menos mais 2 milhões de obras poderão estar integralmente disponíveis por meio do portal books.google.com.

O outro ponto que chama a atenção é o próprio funcionamento da impressora expressa, que permite ao usuário escolher a obra desejada e obtê-la impressa com capa dura (veja ao lado) em poucos minutos. Cada uma dessas máquinas custa cerca de US$ 100 mil.

Ainda há poucas unidades instaladas em livrarias e bibliotecas de cidades de Estados Unidos, Canadá, Austrália, Grã-Bretanha e Egito, mas a expectativa é de que o preço desses equipamentos caia à medida que a procura pelo serviço aumentar

Veja como é feito o processo de digitalização de livros pelo Google e como funciona a impressora expressa da On Demand Books.

Fonte: Zero Hora Online
Data: 28/9/2009

28 de setembro de 2009

Publicado por Gabriela Marchioro