Cartola e a tradição do Samba

Compartilhe

“Se alguém por mim perguntar diga que eu só vou voltar depois que eu me encontrar…”

⠀⠀⠀⠀⠀
Acompanhando o calendário festivo brasileiro, seria impossível falar de Carnaval e samba sem mencionar Cartola e a BC jamais perderia a oportunidade de divulgar esta linda obra que tanto embeleza nosso acervo.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Cartola é considerado o maior sambista da história da música brasileira. O cantor, compositor, intérprete e poeta Angenor de Oliveira iniciou no samba aos 11 anos e é um dos fundadores da escola de samba carioca Mangueira.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O apelido Cartola surgiu do trabalho do cantor em construção civil. Para evitar que o pó do cimento lhe caísse sobre a cabeça, passou a usar um chapéu-coco, a que chamou de cartola. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Com a vida permeada pela música, sua obra tem um papel singular na história do samba. O artista falecido 1980 tem estilo inconfundível, que influencia gerações de sambistas até hoje e suas composições permanecem atuais e encantadoras. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer saber mais sobre ele? Na BC: Coleção SECXX Cartola 1988.
Consulte o Catálogo SABi para conhecer nossa coleção. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Além da obra de sambistas tradicionais, os muitos carnavais brasileiros e a fascinante complexidade do samba tem sido objeto de estudo por diversas áreas sob diferentes abordagens, inclusive na UFRGS. Dica: no Lume – Repositório Digital da UFRGS há um bom conjunto de materiais a respeito. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Bônus: no Blog da BC, uma lista e links de 15 documentários sobre o samba e grandes sambistas, incluindo o documentário “Cartola, música para os olhos”. Sugestões valiosas para os amantes e curiosos da música. 
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Bons festejos e aproveite. Afinal, é carnaval!⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Fonte consultada: Enciclopédia Itaú Cultural.

1 de março de 2019

Publicado por Zuleika Branco