Dicas de como fazer sua identidade digital ter cara de acadêmica

Compartilhe
Inspirado no post de Kelli Marshall (How to Curate YourDigital Identity as an Academic) listamos abaixo algumas dicas:

Assuma o controle
Se você não possuir uma presença online clara, você está permitindo
que o Google, Yahoo, Bing criem a sua identidade para você. Como um post
Lifehacker sobre este tema, uma vez observou: “Você quer que os resultados
das buscas em ‘mecanismos de busca’ dirijam-se a você e as suas realizações, e
não aos seus alter egos virtuais.”
O post sugere a compra de um domínio/criação de um site (que
também pode ser um blog) com dados como: informações pessoais; cursos;
currículo; blog e informações de contato. A ideia é a de oferecer um local com
informações que permitam que o leitor tenha uma visão rápida de quem você é.
Dois bons conselhos: Procure em seu próprio nome,
especialmente se você está indo para o mercado de trabalho, e analise os
resultados. Crie e mantenha um currículo Lattes com informações completas e
atualizadas, é um bom espaço para divulgar seus dados e suas publicações.
Construa uma rede
Neste ponto o post de Marshall sugere que o site/blog possua
links para os seus perfis em redes sociais como Facebook, Twitter, Tumblr,
Academia.edu e Google+, por exemplo. Isto porque estas redes sociais sempre se
destacam nos resultados dos mecanismos de busca online, então mesmo que não os
use constantemente é importante a sua participação nelas.
A autora do post cita que em virtude de sua identidade virtual,
especificamente a participação em redes sociais e as publicações em blogs,
recebeu convites para entrevistas (em tv e rádio) e publicações. Oportunidades
as quais provavelmente não ocorreriam sem esta participação.
Um bom conselho: torne públicas apenas as informações necessárias
e de grande utilidade, pois são a partir delas que os mecanismos de busca vão
rastrear o seu perfil.
Pratique a uniformidade
A ideia é de sua identidade digital seja consistente. Para
isso:
escolha a mesma imagem/foto que o represente e a aplique em
todos os seus perfis;
aplique em todos os seus perfis o nome, de forma padronizada;
os dados ‘biográficos’ podem ser alterados de acordo com a
rede social, como por exemplo com o uso de links do twitter da sua instituição,
mas deve tentar manter um mínimo de padronização.
Monitore seus perfis
Para isto crie um Google Alerta ou um alerta do Google acadêmico
para o seu nome e seu site/blog.
No Google acadêmico você pode incluir a busca pelo título de
seus trabalhos e publicações. Desta forma você vai estar ciente de tudo o que
foi publicado (na realidade o que foi rastreado pelo Google) que inclua seu
nome, site e publicações.

Não esqueça: “Criar e manter uma presença online demonstra
sua proficiência em navegação e entendimento da web” (Marshall, 2015)
29 de janeiro de 2015

Publicado por Priscila Jacobsen