Histórias de amor na Coleção Eichenberg

Compartilhe

“O amor é assim, a melodia, o aceno, o gesto amigo, o abraço, a despedida… o coração num novo ritmo sereno volta de novo a suportar a vida.” ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
De Alphonsus de Guimaraens Filho, em “Cancioneiro do amor, os mais belos versos da poesia brasileira” de 1952.

 

Em clima de dia dos namorados? Enamorado por outra pessoa ou por você mesmo? O acervo da BC esbanja livros de poesia, correspondências, contos, biografias e relatos históricos em consagração ao amor.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Passe aqui para se inspirar e talvez presentear com um manuscrito bem lindo, copiado com todo carinho de um de nossos livros. Celebremos o amor aos livros, à leitura, à poesia, às bibliotecas, à educação, ao acesso à cultura e toda forma de amor!
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Localização dos livros das fotos na Coleção Eichenberg: 
Imortais do amor na história e na lenda: 82 S72i
Os mais belos contos de amor: 82-34 M231
Em busca do amor: 820(73) H855b
Aberlardo e Heloisa: cartas de amor: 840 A1411-P
Cancioneiro do amor: 869.0(81) C215
Amor sagrado e amor profano: 869.0(81) P379a
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Feliz dia dos namorados!

12 de junho de 2019

Publicado por Zuleika Branco