Memória do Mundo da Unesco tem arquivos brasileiros

Compartilhe
Agência FAPESP – 07/11/2007
O Arquivo de Oswaldo Cruz, que traz o registro da atividade científica do cientista na área da saúde pública, é um dos dez acervos documentais brasileiros que farão parte do Programa Memória do Mundo da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
A lista com os arquivos contemplados foi divulgada pelo Ministério da Cultura (MinC) na edição de segunda-feira (5/11) do Diário Oficial da União.
O programa tem o objetivo de assegurar a preservação de documentos e conjuntos documentais de importância mundial, de natureza arquivística ou bibliográfica, por meio de seu registro na lista do patrimônio documental da humanidade, além de democratizar o acesso a esses documentos.
Também integram a lista os seguintes arquivos: Arquivo Machado de Assis; Fundo Novacap; Políticas no Estado do Rio de Janeiro; Arquivo Guimarães Rosa; Autos da Devassa – a Inconfidência em Minas, Levante de Tiradentes; Arquivo Getúlio Vargas; Filme Limite; Vereanças do Senado da Câmara; e Arquivo do Comitê de Defesa dos Direitos Humanos para os Países do Cone Sul.
Na mesma edição do Diário Oficial da União, o MinC publicou uma portaria que traz o regulamento do Comitê Nacional do Programa Memória do Mundo da Unesco. Criado em 2004, o comitê visa a estimular a participação de detentores de acervos de importância nacional no Programa Memória.
O comitê também propõe atividades de sensibilização, divulgação e capacitação para orientar instituições e pessoas, nas diversas regiões do país, para a identificação de acervos e encaminhamento de propostas de candidatura para registro no programa.
Mais informações: www.in.gov.br
19 de novembro de 2007

Publicado por Gabriela Marchioro