O 1 de abril na História do Brasil

Compartilhe

“Os artistas brasileiros, apesar da escalada da repressão policial e do cerceamento das liberdades democráticas, prosseguiram nas suas experiências de renovação estética e de oposição à ditadura, mesmo sabendo do risco que significava um enfrentamento com o regime militar. A maioria dos artistas adotou linguagens politicamente engajadas contra a ditadura militar, muitos foram perseguidos e processados, alguns foram presos e torturados, outros tiveram que deixar o país e buscar asilo no exterior. Inúmeras obras foram censuradas, apreendidas e até mesmo, destruídas.”
(Fábio Magalhães, em Arte e Memória, 2008)

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Obra “Lute”, de Carlos Zílio, 1967/1968. Serigrafia sobre filme plástico e resina plástica acondicionados em marmita de alumínio. Foto da obra: Fernando Zago. Reproduzida no livro Arte e memória: anos rebeldes (Coleção U 5.6 A7861). 

Nos anos de ditadura militar no Brasil, principalmente após o estabelecimento do AI-5, artistas de todos os âmbitos empunharam a própria arte como ferramenta de luta e resistência contra o autoritarismo e violência do Estado.

O período foi marcado pelo desrespeito aos direitos civis, censura, perseguição política e supressão dos direitos constitucionais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Instaurado em 1 de abril de 1964, cabe ressaltar que se trata de uma data a não ser esquecida, mas de maneira alguma, celebrada.

Homenagem prestamos à luta para restabelecer e manter a democracia e justiça social, “[…] e a todos que trabalham pela construção de uma América mais justa, mais solidária e menos desigual.” (Wrana Panizzi, em “Ditaduras Militares da América Latina, 2004)
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quer compreender os atos de repúdio ao autoritarismo ocorridos em todo o país no último dia 31?

Na Biblioteca Central temos algumas obras essenciais disponíveis, na Coleção EDIT e Coleção U.


Coleção EDIT D615

Na Coleção de e-books assinada pela Universidade, temos uma importante obra da Editora Zahar trazendo a história das revoltas e protestos de oficiais durante a ditadura militar brasileira: A Política nos Quartéis.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Há alguma outra forma de combater a ignorância, que não se informar, conhecer e compreender a história? Obscurantismo nunca mais.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

 

1 de abril de 2019

Publicado por Zuleika Branco