Departamento de Botânica

historico-saida-campo

O curso de História Natural da Faculdade de Filosofia iniciou em 1942, junto com a Faculdade. O catedrático de Botânica era o Prof. Ernesto Freitas Xavier, e os assistentes os Professores Carlos Hogetop, Darcy F. Ávila e Alarich R. Schultz. Em 1944 Schultz passou a catedrático interino, vindo a substituir Xavier quando este se demitiu. A nomeação de Schultz como catedrático ocorreu em 1956, retroativa a 1950.

Schultz atuava desde 1937 no Colégio Universitário, onde coordenava o Gabinete de História Natural. Foi ali que iniciou a coleção que originou o Herbário ICN. Em 1940 a Botânica se estabelece no Porão da Faculdade de Direito. Em 1943, foram adquiridos o "Herbarium Florae Riograndensis", coleção do Dr. João Fialho Dutra, e a biblioteca do mesmo, na qual constava a Flora Brasiliensis de Martius. Schultz foi um grande nucleador do grupo de botânicos do sul do país e figura fundamental na criação do Herbário ICN e do Pós-Graduação da Botânica.

capa-livro-schultzO corpo docente da Botânica foi enriquecido, a partir de 1952, com as contratações de Instrutores de Ensino. Em 1954, foi criado o Instituto de Ciências Naturais (ICN, sigla que deu origem ao acrônimo do Herbário), com o objetivo de estabelecer a base física para o desenvolvimento do ensino e da pesquisa das Ciências Naturais. Em 1970, com a Reforma Universitária, foi criado o Instituto de Biociências, integrando vários Departamentos,  entre os quais o de Botânica. Esse Departamento resultou da reunião das Cátedras de Botânica da Faculdade de Filosofia, da Escola de Agronomia e da Faculdade de Farmácia e da Secção de Botânica do Instituto de Ciências Naturais, chefiada pelo Professor Schultz. A partir de 1973 iniciaram-se concursos públicos e contratações para o Departamento de Botânica e, a partir de então, vários docentes ingressaram no Departamento. Em 1997 as áreas de Anatomia e Morfologia Vegetal e de Fisiologia Vegetal mudaram-se para o Campus do Vale. Em 2000 foram transferidas as secretarias do Departamento e do Programa de Pós-Graduação, bem como o Herbário ICN e a Biblioteca da Botânica. Por fim, em 2004, as áreas de Taxonomia e a Ecologia Vegetal também se estabeleceram no Campus do Vale. Atualmente o Departamento de Botânica ocupa os prédios 43423, 43432 e 43433 do Bloco IV.

Texto elaborado com base no relato dos professores e em:

Homrich, M.H.; Baptista, L.R.M.; Lorscheitter, M.L. & Porto, M.L. 2014. O Legado de Schultz. Porto Alegre: UFRGS. 249 p.

ufrgs