CAAR

Sociedade

Coletivo Negração na Faculdade de Direito

Motivados pelo momento histórico que a universidade passa, onde mais de 50 alunos auto-declarados negros ingressam no curso de Ciências Jurídicas da UFRGS, além do significativo aumento de cotistas em outros cursos tradicionais, o Coletivo Negração convida: “Resistência escrava, movimento negro, cotas e o que eu tenho a ver com isso?” Aula Inaugural de Recepção …

Coletivo Negração na Faculdade de DireitoLeia Mais »

III Sambarau

Convite do Coletivo Negração: “‘Treze de maio traição, liberdade sem asas e fome sem pão.’ Oliveira Silveira Compas, O Coletivo Negração tem o prazer de convidá-l@s a participar do III Sambarau, que será realizado no próximo dia 17 no Instituto Sociocultural Afro-sul Odomodê (Av. Ipiranga, 3850). A ideia de realizar este evento é chamar atenção para o dia 13 …

III SambarauLeia Mais »

Mãos ao alto, R$ 3,05 é um assalto!

Todo ano, entre janeiro e fevereiro, é aprovado pela Prefeitura Municipal mais um aumento na tarifa das passagens de ônibus. E não é por acaso que a proposta da EPTC é encaminhada nos meses de férias, quando parte das/os estudantes e das/os trabalhadoras/es estão fora da capital. Em 2013 a manobra não foi diferente. Entretanto, …

Mãos ao alto, R$ 3,05 é um assalto!Leia Mais »

Nota do CAAR: UFRGS combate participação estudantil

Universidade se dedica a impedir a inclusão de estudantes no processo de tomada de decisões No começo de 2012, o Centro Acadêmico André da Rocha ousou discordar de uma decisão administrativa da Faculdade de Direito da UFRGS. Não estava de acordo com os nomes indicados para compor banca do concurso público docente na área de …

Nota do CAAR: UFRGS combate participação estudantilLeia Mais »

Me chamaram de feminazi

Que o 08 de março foi designado em homenagem às trabalhadoras americanas que, protestando por igualdade laboral, foram brutalmente assassinadas em uma fábrica no século XIX, todas/os nós sabemos. Agora, pensar porque essa data continua sendo um marco em quase todo o mundo é, sem dúvida, uma questão mais complexa. Mas antes de tudo, talvez …

Me chamaram de feminaziLeia Mais »

CAAR