REPÚDIO ao Projeto de Lei 2.606 / 2015

 

O Centro Acadêmico da Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia, CABAM, representando os alunos do curso de Arquivologia da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) vem publicamente manifestar seu REPÚDIO ao Projeto de Lei 2.606 / 2015. Projeto este criado pelo Deputado Federal Jorge Silva pretende que o exercício da Profissão de Arquivista seja possível por profissionais de outras áreas que possuírem pós-graduação em Arquivologia.

Sabemos o quão importante é o papel do Arquivista na sociedade e a complexidade que é sua formação.  Diante disso entendemos que o profissional adequado para o desempenho da função de Arquivista, em todas as instituições e instancias, é o Bacharel em Arquivologia. O Arquivo é um espaço dinâmico e a cooperação de outros profissionais é essencial para o crescimento da Arquivologia. Não defendemos o Arquivista como único profissional atuante em Arquivos, mas sim como o mais adequado para lidar com o tratamento dos registros documentais produzidos pela sociedade.

Com uma justificativa rasa para PL alegando que “as qualificações necessárias ao exercício dessa Profissão também podem ser apreendidas por outros profissionais de áreas afins, que poderiam executar as atividades próprias de arquivista sem qualquer dano ao usuário de seus serviços.”, demonstram total falta de informação e respeito à Profissão.

Diante destes fatos nós alunos entendemos o PL 2.606 / 2015 como verdadeiro retrocesso frente a tudo que foi conquistado e ao que vem sendo discutido para o futuro da profissão. Como futuros Arquivistas temos lutar contra a aprovação do PL 2606, bem como por um maior reconhecimento do Profissional Arquivista perante a sociedade.

 Somos Futuros Arquivista e queremos o ARQUIVAMENTO do PL 2606 / 2015!

 Centro Acadêmico da Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia – CABAM

Porto Alegre, 23 de outubro de 2015