Estágios

Os/as estudantes de graduação em Ciências Sociais/EaD – UFRGS deverão realizar estágios curriculares obrigatórios  e também poderão realizar estágios curriculares não obrigatórios. A seguir, apresenta-se cada uma das modalidades e sua respectiva regulamentação.

Estágio de docência obrigatório

Os estágios de docência consistem em atividades de ensino, de caráter teórico-prático, voltadas para a formação do Licenciado em Ciências Sociais, realizadas a partir de plano de trabalho a ser definido individualmente por cada discente, em interlocução com um professor do curso. Tratam-se de atividades obrigatórias, definidas no projeto do curso e cuja carga horária é requisito obrigatório para aprovação e obtenção de diploma. As atividades de estágio de docência estão organizadas em conformidade com a Lei n° 11.788, de 25 de setembro de 2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes. Tendo em vista o caráter pedagógico dos estágios, estas atividades terão acompanhamento sistemático por parte de um docente, especialmente, designado pela coordenação do curso.

Os estágios de docência do Curso de Licenciatura em Ciências Sociais serão realizados a partir da 7etapa, compreendendo a carga horária total de 405 horas, distribuídas em duas fases:

  1. A primeira fase deve ser realizada ao longo da 7etapa do curso, contabilizando um total de 180 horas, sendo dividida em 72 horas teóricas e 108 horas práticas.
  2. A segunda fase deve ser realizada ao longo da 8etapa do curso, contabilizando um total de 220 horas, sendo dividida em 90 horas teóricas e 130 horas práticas.

O cumprimento da carga horária total dos 2 (dois) estágios obrigatórios, distribuídos nos referidos semestres, configuram requisito obrigatório para a conclusão do curso de Licenciatura em Ciências Sociais.

Estágio curricular não obrigatório

O estágio curricular não obrigatório é uma atividade curricular de caráter opcional desenvolvida pelo estudante, acrescida à carga horária regular e obrigatória, devendo ser remunerado com alguma forma de contraprestação, conforme artigo 7o. da Resolução nº 40/2016 – CEPE/UFRGS (fl. 3) que determina que “ o estagiário receberá bolsa ou outra forma de contraprestação que venha a ser acordada, sendo compulsória a sua concessão, bem como a do auxílio transporte”. Esta atividade tem por objetivo a complementação do ensino e da aprendizagem através de uma vivência prática com o cotidiano do campo profissional.

O Programa de Estágio Curricular não obrigatório é regulamentado pela Resolução nº 40/2016 – CEPE/UFRGS, que complementa a Lei nº 11788/08 (a lei permite que as Instituições de Ensino tenham regras complementares de estágios). O estudante poderá estagiar quando preencher os requisitos da vaga de estágio (requisitos do local de estágio), mas também deve atender e observar os requisitos acadêmicos e legais. Para o estágio não obrigatório: além de sempre haver convênio entre o local de estágio (ou o Agente de Integração) e a UFRGS, o aluno deve atender às condições acadêmicas da referida Resolução.

A Resolução nº 40/2016 – CEPE/UFRGS em seu  Art. 5º define que poderá realizar estágio não obrigatório o estudante que atender os seguintes requisitos mínimos:

I – estar regularmente matriculado;

II – possuir, a partir da segunda matrícula, taxa de integralização (número de créditos obtidos/número de matrículas no curso) igual ou superior a 50% da Taxa de Integralização Média (TIM) do respectivo Curso;

III – não apresentar, no período letivo imediatamente anterior àquele em que houver o pedido de concessão ou renovação do estágio, reprovação por falta de frequência (FF) em mais de 25% das atividades de ensino em que esteve matriculado.

IV – ter plano de atividades, com concordância do professor orientador, aprovado pela COMGRAD.

V – atender aos requisitos estipulados em resolução pela COMGRAD, conforme previsto no art. 13.

  • – A critério da COMGRAD, poderá ser concedida, ao aluno que possuir taxa de integralização inferior a 50% da Taxa de Integralização Média (TIM) do seu curso, em caráter excepcional, autorização para realização de estágio, mediante apresentação e cumprimento de plano de recuperação da TIM, firmado entre o aluno e a COMGRAD.
  • 2° – Poderá ser concedida autorização para realização de estágio ao estudante regularmente vinculado à UFRGS como Discente em Mobilidade Acadêmica cujo plano de estudos, aprovado por sua instituição de origem e por sua COMGRAD de referência, preveja o estágio não obrigatório como atividade a ser desenvolvida no âmbito da mobilidade acadêmica nacional ou internacional.