Profª. Liane Tarouco recebe prêmio “Internet Hall of Fame”

Internet Hall of Fame

Aconteceu em 14 de dezembro a cerimonia de indicação de pessoas para o 2021 Internet Hall of Fame.
Agora em seu décimo ano, o prêmio @InternetHallofFame reconhece aqueles cujas contribuições tornaram possível a Internet, sua disponibilidade e uso global e sua natureza transformadora em nossa sociedade. Nesta edição foram homenageadas 21 pessoas de 11 países que ajudaram a construir, otimizar e fortalecer a infraestrutura básica da rede para alcance, acesso, segurança e escala.
Vinte e um indivíduos pioneiros que mudaram fundamentalmente o mundo por meio de seu trabalho de construção e desenvolvimento da Internet global foram incluídos no Hall da Fama da Internet. Esses engenheiros, físicos, matemáticos, acadêmicos e outros de 11 nações deram contribuições notáveis para o crescimento global da Internet, inventando as tecnologias que a lançaram, expandindo seu alcance em suas próprias regiões e em todo o mundo e tornando-a mais segura, confiável e acessível para milhões. A Internet que ajudaram a criar reuniu a nova coorte em uma cerimônia de posse virtual em 14 de dezembro de 2021. Eles se conectaram de pontos ao redor do mundo para compartilhar a homenagem com seus colegas, sobre os quais o presidente da Sociedade da Internet, Andrew Sullivan, observou: “Suas contribuições foram feitas é possível para nós olharmos para o futuro, inextricavelmente vinculado à Internet aberta, conectada globalmente, segura e confiável, e sua capacidade de nos conectar de forma confiável e consistente. ”. Dentre os indicados em 2021 está a Profª. Liane Margarida Rockebach Tarouco que desempenhou um papel fundamental no projeto e implementação do primeiro backbone da Internet do Brasil e ajudou a educar uma geração de engenheiros e especialistas em rede no Brasil e além.
Pioneira no desenvolvimento da Internet no Brasil, Liane Tarouco formou uma geração de engenheiros e especialistas em redes naquele país, América do Sul, Europa e África. Além de suas funções acadêmicas e de formação, é autora do primeiro livro sobre redes de computadores publicado no Brasil. Tarouco também fez contribuições significativas para o desenho e implementação de redes acadêmicas e metropolitanas no Brasil, bem como o primeiro backbone de Internet do Brasil. Tarouco é considerada uma das principais pesquisadoras e professoras de Internet em seu país, responsável por treinar e orientar centenas de especialistas em redes e aplicativos de segurança.
Ela começou a pesquisar redes na década de 1970 como professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Seu primeiro livro, Redes de Comunicação de Dados (Redes de Comunicação de Dados) foi publicado em 1977 e se tornou um texto central em programas de computação universitários em todo o Brasil. Um segundo texto surgiu em 1986. Ao longo de sua carreira acadêmica, Tarouco orientou dezenas de dissertações e teses de doutorado em programas de ciências da computação. Também desenvolveu atividades de treinamento em redes em todo o Brasil, bem como no Uruguai, Argentina, Peru, Venezuela, México, Portugal e Moçambique. Na década de 1990, ela se dedicou à pesquisa e ao desenvolvimento de aplicativos da Internet para a educação, expandindo assim o alcance de sua própria instrução e também os usos inovadores da rede para a aprendizagem. As principais contribuições de Tarouco para o desenvolvimento da Internet brasileira começaram na década de 1970, quando ela aplicou seu conhecimento de rede para construir a Rede Sul de Teleprocessamento, a primeira iniciativa para interconectar universidades brasileiras. O projeto nunca recebeu o financiamento de que precisava, mas serviu de modelo e inspiração para o surgimento de redes. Posteriormente, Tarouco foi fundamental para o lançamento da Rede Tchê, uma rede entre universidades e centros de pesquisa localizados no Estado do Rio Grande do Sul. Ela também ajudou a desenvolver a rede metropolitana MetroPOA e colaborou no desenho e formação da Rede Nacional de Pesquisa, o primeiro backbone da Internet do Brasil, em 1992.
Mais detalhes sobre a coorte de 2021, incluindo biografias e fotos completas, podem ser encontrados em: https://www.internethalloffame.org/