UFRGS e a Covid-19

Pesquisadores da UFRGS propõem ações emergenciais voltadas à redução de riscos para o abastecimento de água

  • Principal
  • Pesquisadores da UFRGS propõem ações emergenciais voltadas à redução de riscos para o abastecimento de água
< Voltar
Sumário
Foto: Thiago Cruz – Arquivo UFRGS

Atentos aos riscos da epidemia de COVID-19 e aos seus impactos na sociedade, os pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos, do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH/UFRGS), reuniram-se remotamente no último sábado, 21, para elaborar o Plano emergencial de ações para o sistema de abastecimento de água frente aos riscos oferecidos pelo coronavírus. Como o sistema de abastecimento de água envolve uma cadeia de processos e ações operadas por pessoas, o foco do plano é a redução de riscos de contágio destes profissionais. As recomendações estão agrupadas em cinco categorias – comunicação, alteração em quadro, alterações operacionais, proteção individual e considerações financeiras – que detalham os procedimentos imediatos propostos.

Integrante do Grupo de Pesquisa, o professor Guilherme Fernandes Marques, que atua como representante da UFRGS junto ao conselho do Departamento Municipal de Águas e Esgotos de Porto Alegre (DMAE), já enviou no fim de semana o plano à diretoria do órgão. Segundo ele, demais conselheiros deram sugestões, e o documento final deve ser nesta semana incorporado ao plano macro que o DMAE está elaborando. O professor explica que o grupo de pesquisa reuniu algumas recomendações a partir da experiência de operadores de sistemas, de diretores e ex-diretores de empresas de abastecimento e de exemplos do exterior. “Entendemos que manter nossos sistemas de abastecimento de água operando de forma ininterrupta e segura é um dos principais pilares na estratégia de enfrentamento ao novo coronavírus”, afirma Marques.

O plano também foi enviado à Corsan, à Agência Nacional de Águas (ANA) e à Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRHídricos). As recomendações propostas podem ser adaptadas para outras localidades, a partir da realização de um diagnóstico da situação de cada sistema de abastecimento. O Grupo do IPH/UFRGS está nesta semana atuando em colaboração direta com o DMAE para a elaboração de um diagnóstico específico das condições do sistema de Porto Alegre.

Confira a página do Grupo de Pesquisa em Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos, do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH/UFRGS).