UFRGS e a Covid-19

Projeto busca documentar a experiência da covid-19 no Rio Grande do Sul

< Voltar
Sumário

Núcleo de Pesquisa em História e o Repositório de Entrevistas de História Oral da UFRGS estão entre realizadores da pesquisa. Lançamento será nesta terça-feira, às 17h, nas redes sociais do IFCH

“Você vive a história em tempo real”. Com essa afirmação é que pesquisadores de várias instituições têm o objetivo de realizar a documentação da vivência da pandemia do novo coronavírus no Rio Grande do Sul. São dois instrumentos utilizados na documentação histórica do período de quarentena e isolamento social no estado: um formulário online, que pode ser respondido por qualquer interessado, e entrevistas de história oral com diversos grupos. Segundo a coordenadora do Repositório de Entrevistas de História Oral da UFRGS e uma das coordenadoras da pesquisa, Carla Rodeghero, enquanto as pessoas estão vivendo essa situação de pandemia, que é um período histórico marcante, elas estão registrando cada momento, e o esforço está em organizar: “Todos utilizam as redes sociais, publicam fotos, áudios e mensagens. Quem vive esse momento presencia uma infinidade de registros que tendem a se perder. Nossa ideia é criar ferramentas para registro e armazenamento para que isso não se perca”, enfatiza.

Rodeghero explica que já havia atividades de extensão que reuniam a UFRGS e o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (Apers) e que, diante da realidade atual e do acompanhamento de outras iniciativas mundo afora de registro de experiências da realidade da pandemia, a proposta de uma ampla pesquisa foi definida. Demais instituições foram se juntando à pesquisa da área da História Pública como forma de ampliar os espectros e o alcance no Rio Grande do Sul. O formulário de pesquisa é dividido em três partes: identificação, dados socioeconômicos e perguntas abertas em que os respondentes podem relatar suas experiências na pandemia em temas como: rotinas, trabalho, convivência, assistência médica e a avaliação da condução governamental no enfrentamento da covid-19. O formulário pode ser respondido em: https://forms.gle/ELgYkUojzRiwa1fx8.

História Oral

A segunda etapa, constituída de entrevistas de história oral, será realizada a distância e terá o perfil diferenciado, de acordo com o caráter da instituição envolvida. Na UFRGS, por exemplo, a pesquisa realizada pelo NPH e pelo Repositório de Entrevistas de História Oral (Repho) será com os estudantes ingressantes na Universidade por cotas relacionadas à renda e seus familiares.;já no Arquivo Público, será com gestores envolvidos na administração da crise. No Centro Histórico-Cultural Santa Casa, as entrevistas serão com os profissionais da saúde. A diversidade nos entrevistados, segundo Carla Rodeghero, tem o objetivo de “entender a experiência subjetiva de diferentes grupos populacionais do Rio Grande do Sul frente a essa vivência de pandemia e de isolamento”. Essa etapa ainda não se iniciou pois passará por entrevistas-piloto.

Após a organização do material, a proposta é disponibilizá-lo no site do Arquivo Público para que o público tenha acesso. Além da UFRGS e do Apers, trabalham juntos na ação: Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Santa Maria, Universidade Federal do Pampa , Núcleo de Documentação Histórica da Universidade Federal de Pelotas, Laboratório de Pesquisa em História Oral da PUCRS (Lapho), Mestrado e Doutorado em História da Unisinos, Grupo de Trabalho História e Saúde da Associação Nacional de História (Anpuh)-Seção Rio Grande do Sul, Centro de Referência da História LGBTQI+ do RS (Close), Centro Histórico-Cultural Santa Casa, Museu de História da Medicina do RS, Associação dos Amigos do Museu de História da Medicina do RS e Casa da Memória – Unimed-Federação/RS.

Live de divulgação

Nesta terça-feira, dia 14 de julho, a partir das 17h, será realizada a live de divulgação do projeto, com a participação de pesquisadores da UFRGS, Carla Rodeghero e Cláudia Mauch, e do Apers, Clarissa Sommer e Rodrigo Weimer. Para acompanhar, basta acessar o Perfil do IFCH no Facebook: fb.com/ifchdaufrgs ou o Canal do Instituto no Youtube: youtube.com/ifchdaufrgs. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas pelo e-mail: documentandoacovidrs@gmail.com

Confira alguns dos cards de divulgação do Projeto:

Tags: