Saneamento Ambiental

OBJETIVOS: Capacitação dos alunos para: avaliação da qualidade da água e sua influência sanitária ambiental; coleta de amostras de água; classificação e usos previstos para as águas naturais.

Conhecimento das tecnologias disponíveis convencionais e alternativas de tratamento de água e sua utilização em estações de tratamento (ETA’s).

Conhecimento das tecnologias disponíveis e alternativas para tratamento e disposição final dos resíduos líquidos e resíduos sólidos urbanos.

SÚMULA: Introdução. A água na natureza. Poluição da água. Impurezas na água. A água na veiculação de doenças hídricas. Tipos de doenças e profilaxia. Características biológicas e indicadores microbiológicos. Características físicas e químicas. Coleta de amostras de água. Metodologia de coleta. Classificação das águas naturais e de abastecimento. Resolução nº20/90 – CONAMA. Padrões de Potabilidade. Legislação Federal e Estadual. Autodepuraçaõ dos cursos de água; Apresentação de vídeos; Trabalhos teóricos; Visita ao laboratório de Saneamento Ambiental do IPH; Trabalho de campo com treinamento de técnicas de coleta de amostras. Sistema público de abastecimento de água. Noções gerais e finalidade das principais etapas do sistema (captação, adução, tratamento, reservação e distribuição da água). As águas para tratamento e consumo humano (NB-592 e Padrões de Potabilidade). Consumo de água (consumo per-capita e suas variações). Estimativas de vazões ao longo de um sistema de abastecimento. Tratamento de água. Tipos de tratamento. Tratamento convencional (coagulação, floculação, sedimentação, filtração, desinfecção e fluoretação da água). Tratamentos complementares (remoção de dureza, correção de pH,…) e avançados (carvão ativado, osmose reversa, dessalinização,…) Visita a uma estação de tratamento de água. Apresentação de vídeos. Trabalho prático em laboratório de Coagulação – Floculação – Sedimentação: TESTE DE JARROS. Trabalhos teóricos (questionários, pesquisa, seminário, etc…) Características e tratamento de esgotos domésticos. Tipos de tratamentos empregados. Estação de tratamento de esgotos (ETE) e etapas do tratamento: Tratamento preliminar, primário, secundário e terceário. Disposição final dos resíduos e remoção de nutrientes e microorganismos. Características dos resíduos sólidos domésticos. Formas de coleta, disposição e tratamentos. Aterro sanitário e compostagem. Noções gerais de tratamento de resíduos industriais. Visitas: à estação de tratamento de esgotos (ETE), estação de tratamento de resíduos sólidos, estação de tratamento de resíduo industrial. Apresentação de vídeos. Coleta de amostras e acompanhamento do funcionamento e operação da estação de tratamento de esgotos do Campus da UFRGS (ETE-CAMPUS). Trabalhos teóricos (questionários, pesquisa, seminário,…)

BIBLIOGRAFIA:

  • Apostila
  • Tratamento de Água – Richter e Azevedo Neto – Cap. 3
  • Hidrologia Ambiental – ABRH – Cap 1, 2 e 4
  • Guia de Coleta e Preservação de Amostras – CETESB
  • NBR 9997 – Planejamento de Amostragem de Efluentes Líquidos e Corpos Receptores.
  • NBR 9998 – Preservação e Técnicas de Amostragem de Efluentes Líquidos e Corpos Receptores.
  • Hidrobiologia Aplicada à Engenharia Sanitária – Samuel Murgel Branco.
  • Manual de Saneamento para Pequenos Municípios – UFMG.
  • Apostila Introdutória.
  • Azevedo Neto. Técnicas de Abastecimento e Tratamento de água
  • Richter e Azevedo Neto. Tratamento de Água.-
  • CETESB. Operação e manutenção de estações de tratamento de água.
  • Revistas Técnicas
  • Arboleda. Clarificação da água.
  • UFMG. Manual de Saneamento para Pequenos Municípios.
  • Constantino Pessoa e Eduardo Jordão. Tratamento de esgotos domésticos.
  • Dacach, Nelson. Saneamento básico
  • UFMG. Manual de saneamento para pequenos municípios
  • Lima, Luiz M. Q. Lixo: Tratamento e biorremediação.

Deixe uma resposta