Sedimentometria

Aula no rio Arroio Alexandrina em Viamão DSCN3428OBJETIVOS: Familiarização com os conceitos básicos que se referem ao escoamento de sólidos, envolvendo erosão / processos de erosão / transporte de sedimentos / assentamentos de sedimentos / formação de depósitos em rios e bacias hidrográficas. Esta tarefa é vista no contexto da atuação profissional do hidrotécnico. Informações sobre a finalidade dos elementos colhidos pelo hidrotécnico. Escolha e uso adequado do instrumental específico para a coleta de sedimentos(em reservatório, no leito e em transporte); Procedimentos e aplicações de métodos de laboratório para caracterização dos sedimentos e determinação da concentração de sólidos; Processamento e consistência de dados sedimentométricos; Familiarização com o uso de aerofotos e outros documentos do Sensoriamento Remoto.

SÚMULA: Processos erosivos – transporte – disposição de sedimentos em bacias hidrográficas e rios. Medição da vazão sólida em rios e tarefas relacionadas(arraste/suspensão). Processamento de amostras de sedimentos e de amostras de água + sedimento em laboratório. Processamento de dados brutos e análise de consistência. Métodologias alternativas para medição de transporte de sedimentos. Sedimentos em reservatórios. Uso de aerofotos e outros documentos básicos de Sensoriamento Remoto nos trabalhos de hidrotécnico.

BIBLIOGRAFIA:

  • Bordas, M.P. & F.R. Semmelmann. Elementos da Engenharia de Sedimentos. p. 915 – 943; in: Tucci, C.E.M.; Hidrologia: ciência e aplicação, ABRH/ Edusp. 2ª Ed. 1996.
  • Brasil. Normas e Recomendações Hidrológicas. Anexo III – Sedimentometria, Min. Minas e Energia. Departamento Nacional de Água e Energia Elétrica.
  • CEMIG. Manual do Hidrometista, vol.II – Sedimentometria. Belo Horizonte, Centrais Elétricas de Minas Gerais. S.A.
  • DOS SANTOS, I, FILL, H.D., SUGAI, M.R.V.B, BUBA, H., MARONE, E., LAUTERT, L.F. Hidrometria aplicada, LATEC/ Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento. Curitiba. 2001.
  • Carvalho, N. de Oliveira. Hidrossedimentologia Prática, CPRM – ELETROBRAS, 2ª ed. 372 p.
  • ANEEL (2000). Guia de Práticas Sedimentométricas. ANEEL, PNUD, OMM. Brasília.
  • CARVALHO, N. O (1994). Hidrossedimentologia Prática. CPRM,     ELETROBRÁS. Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta