Anatomia humana por aplicativos de dispositivos móveis

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Wiliam Machado Andrade
Milton Luiz Horn Vieira
Berenice Santos Gonçalves

Resumo

Em tempos de debates acerca do papel da dissecação cadavérica e sua importância para o ensino de anatomia, quando a prática vem sendo reduzida nos currículos médicos, lojas virtuais de aplicativos para dispositivos móveis passaram a oferecer produtos voltados à apresentação das características do corpo humano. O objetivo do presente texto é discutir a pertinência desses produtos como material de ensino mediado, a partir da análise de um programa voltado à morfologia disponível para tablets e smartphones. Para tanto, a partir de uma abordagem exploratória e descritiva, realizou-se a análise de um exemplo, o aplicativo Visual Anatomy Free,  tendo em vista o potencial instrucional do conteúdo e os elementos de interface, observando se nele se apresentam possibilidades de inclusão de tais meios digitais no contexto dos estudos anatômicos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Andrade, W. M., Vieira, M. L. H., & Gonçalves, B. S. (2014). Anatomia humana por aplicativos de dispositivos móveis. Design E Tecnologia, 4(07), 36-43. https://doi.org/10.23972/det2014iss07pp36-43
Edição
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Wiliam Machado Andrade, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor de Computação Gráfica 3d do Departamento de Expressão Gráfica do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina.Graduado em Comunicação Social (ESPM), especialista e mestre em Comunicação (ECA/USP) e doutorando em design (UFSC).