Design inclusivo: processo de desenvolvimento de prancha de comunicação alternativa e aumentativa para crianças com transtorno do espectro do autismo utilizando realidade aumentada ,

Main Article Content

Valéria Ilsa Rosa Régio Pierre da Silva http://orcid.org/0000-0003-3865-1450 José Luís Farinatti Aymone

Resumo

Durante muitos anos, diversas pesquisas na área de Design no Brasil, constataram limitados investimentos no desenvolvimento de produtos para auxiliar as pessoas com deficiência. Diante disso, esta tese teve por objetivo propor uma nova abordagem para os equipamentos de auxílio à comunicação de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), por meio do Design e da Realidade Aumentada (RA). Como métodos foram realizados estudos de caso, pesquisas bibliográficas, por internet e observação de crianças com TEA, no contexto da Associação de Pais e Amigos do Autista da cidade de Florianópolis, para embasar a proposta de projeto de Prancha de Comunicação Alternativa e Aumentativa. A proposta resultante teve como base comum o produto prancha de comunicação que foi utilizada com aplicativo disponível no mercado. Nesta prancha de base o usuário pode apontar para a ficha de comunicação de modo estável comandando o movimento da tela do dispositivo móvel e assim surge o vídeo que estabelece a comunicação dizendo o que a criança realmente deseja. Evidenciam-se assim, os elementos indicadores de que a solução proposta apresenta vantagens em relação a algumas pranchas atualmente existentes e que pode contribuir para facilitar a comunicação e a interação não só das crianças com TEA, mas também de outras crianças com essa limitação.

Article Details

Como Citar
ROSA, Valéria Ilsa; SILVA, Régio Pierre da; AYMONE, José Luís Farinatti. Design inclusivo: processo de desenvolvimento de prancha de comunicação alternativa e aumentativa para crianças com transtorno do espectro do autismo utilizando realidade aumentada. Design e Tecnologia, [S.l.], v. 8, n. 15, p. 51-67, jun. 2018. ISSN 2178-1974. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/det/index.php/det/article/view/441>. Acesso em: 16 ago. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.23972/det2018iss15pp51-67.
Edição
Seção
Artigos