A partir do dia 25 de maio, o Departamento de Educação e Desenvolvimento Social e a Sala Redenção promovem o ciclo de filmes “Lugares de Africanidade”, como parte das atividades da 10ª Semana da África na UFRGS. A programação exibe, até o dia 31 de maio, longas e curtas-metragens produzidos em diversos países africanos, incluindo uma sessão de debate com o crítico de cinema Pedro Henrique Gomes após o filme “Caméra d’Afrique”, na abertura da mostra.

Em meio a uma multiplicidade de culturas, estilos, crenças e ideias, a África contemporânea estabelece com o mundo relações complexas e originais. Assim, as produções escolhidas mostram trajetórias do cinema africano, paisagens, lugares, personagens, identidades e contextos que demonstram as diversas nuances da africanidade, da Tunísia à África do Sul.O ciclo “Lugares de Africanidade” tem apoio da Cinemateca da Embaixada da França, Aliança Francesa Porto Alegre e Instituto Francês. As sessões na Sala Redenção são gratuitas, abertas a toda a comunidade, e ocorrem às 15h e às 19h. O cinema da UFRGS está localizado no campus central da universidade, com acesso pela Rua Eng. Luiz Englert, 333.


PROGRAMAÇÃO CICLO “LUGARES DE AFRICANIDADE”:

CAMÉRA D’AFRIQUE
(dir. Ferid Boughedir | Tunísia | 1983 | 90 min)
O cineasta Férid Boughedir reúne neste documentário 20 anos de material da história do cinema africano.

25 de maio | quarta-feira | 15h

26 de maio | quinta-feira | 19h após a sessão, debate com Pedro Henrique Gomes

Sessão de Curtas Promessas Africanas

TROUBLEMAKER
(dir. Olive Nwosu | Nigéria | 2019 | 11 min)
Em um dia quente no leste da Nigéria, um garoto descobre que toda ação tem consequências.
+
DA YIE
(dir. Anthony Nti | Gana, Bélgica | 2019 | 20 min)
Em Gana, um estrangeiro é designado por sua gangue para recrutar crianças para uma perigosa missão que deve acontecer na mesma noite. Depois de encontrar Prince e Matilda, duas crianças adoráveis, ele planeja entregá-los à gangue. Mas depois de um dia passado com eles, é invadido pela dúvida.
+
HENET WARD
(dir. Morad Mostafa | Egito | 2019 | 23 min)
Halima, uma sudanesa que vive no Egito, faz tatuagens de henna. Para seu trabalho, ela viaja para um bairro em Gizé para preparar uma noiva. Sua filha Ward, de sete anos, a acompanha e começa a passear e descobrir os lugares.
+
WHAT DID YOU DREAM?
(dir. Karabo Lediga | África do Sul | 2019 | 20 min)
Verão de 1990, na África do Sul. Boipelo, de onze anos, passa as férias com a avó, mas um problema a incomoda: ao contrário de seus dois primos, ela não consegue mais se lembrar de seus sonhos.

25 de maio | quarta-feira | 19h

27 de maio | sexta-feira | 15h

Sessão de Curtas Clássicos Africanos

AFRIQUE SUR SEINE
(dir. Paulin Somanou Vieyra, Mamadou Sarr, Jacques Melo Kane | Senegal | 1955 | 21 min)
A África está na África, nas margens do Sena ou no Quartier Latin? Perguntas agridoces de uma geração de artistas e estudantes em busca de sua civilização, sua cultura, seu futuro.
+
LE DAMIER
(dir. Balufu Bakupa-Kanyinda | Congo | 1996 | 40 min)
O presidente de uma nação africana fictícia passa uma noite de insônia jogando damas com um homem de rua que se diz campeão em todas as categorias do esporte.
+
KAKA YO

(dir. Luc Siassia, Sébastien Kamba | Congo | 1966 | 28 min)
Dois jovens se amam e querem se casar, mas um feiticeiro aconselha o noivo a testar os sentimentos de sua noiva.

26 de maio | quinta-feira | 15h

27 de maio | sexta-feira | 19h

Sessões em parceria com o DEDS (Departamento de Educação e Desenvolvimento Social da UFRGS):

SYSTÈME K
(dir. Renaud Barret | República Democrática do Congo | 2020 | 94 min)
Um grupo de artistas de Kinshasa, no Congo, cria um movimento que visa, acima de tudo, democratizar a cultura em uma grande metrópole onde o setor costuma se destinar apenas aos mais afortunados.

30 de maio | segunda-feira | 15h 

LE RETOUR D’UN AVENTURIER
(dir. Moustapha Alassane | Nigéria | 1966 | 34 min)
Ao regressar de uma viagem aos EUA, um jovem nigeriano oferece aos amigos da sua aldeia equipamentos de caubóis. A gangue passa a perturbar a vida da aldeia e transformá-la em uma cidade de faroeste.
+
LE SAPEUR
(dir. David-Pierre Fila | França | 2019 | 50 min)
La Sape nasceu no Congo-Brazzaville durante a colonização. Na década de 1970, os sapeurs usavam suas armas e roupas para investir no espaço social apropriando-se dos códigos da elite.

30 de maio | segunda-feira | 19h 

TALKING ABOUT TREES
(dir. Suhaib Gasmelbari | Chade, França, Sudão | 2019 | 93 min)
Ibrahim, Soliman, Altayeb e Manar são amigos há mais de 45 anos, e agora possuem um sonho em conjunto: querem reanimar a arte do cinema no Sudão através da reinauguração de uma antiga sala de exibição da cidade.

31 de maio | terça-feira | 15h 

AMOUR, SEXE ET MOBYLETTE
(dir. Christian Lelong, Maria Silvia Bazzoli | Alemanha, França | 2008 | 95 min)
Na véspera do Dia dos Namorados, a Rádio Kourita propõe uma programação especial, e homens e mulheres de todas as idades contam suas histórias. Apesar das dificuldades, os habitantes de Koupéia revelam que, em relação ao amor, seus sonhos e sentimentos são universais.

31 de maio | terça-feira | 19h 

Amour, Sexe et Mobylette

PROTOCOLOS:

A Sala Redenção convida seu público a seguir as seguintes orientações:
– É obrigatório o uso de máscara durante todo o período de permanência no espaço. São recomendadas as do tipo N-95/PFF2 sem filtro e cirúrgicas. Importante: as máscaras devem ser usadas corretamente, cobrindo o nariz e a boca;
– Solicitamos a apresentação do comprovante de vacinação contra a COVID-19, físico ou virtual;
– Mantenha as mãos higienizadas. Disponibilizamos álcool em gel;
– Respeite o distanciamento social e ocupe os assentos conforme sinalização;
– Não é permitido consumir alimentos e bebidas durante a sessão;
– As atividades têm lotação limitada, como forma de garantir maior segurança.

One Comment

Deixe uma Resposta

X