Com indie rock tropical, Supervão toca no Sexta Degrau em 27 de setembro

Com quatro anos de estrada e diversos festivais no currículo, dentre eles o Morrostock e o popularíssimo Festival Bananada, em Goiânia, o Supervão marcará presença no próximo Sexta Degrau, em 27 de setembro, a partir das 19h. O conjunto formado em São Leopoldo tocará nas escadarias do Centro Cultural da UFRGS o indie rock com estilo tropical, ou o Neu Tropicália, como se definem. 

Em julho deste ano, a banda finalizou seu primeiro álbum, após os primeiros EPs – Lua Degradê (2016) e TMJNT (2017), lançados através de uma parceria com os selos Honey Bomb Records e Lezma Records. Com o álbum Faz Party (2019), o Supervão reforçou o conceito psicodélico da sua formação composta por Mario Arruda, Leonardo Serafini e Ricardo Giacomoni. Publicado pela Natura Musical, o disco mistura a música eletrônica com diversas referências à música brasileira, perpassando diversos estilos.

Embalados por recentes turnês em São Paulo e Rio de Janeiro, o show do grupo é um misto de batidas eletrônicas, graves dançantes e guitarras psicodélicas. Acompanhe as músicas de trabalho, Toneladas e Social Animal, abaixo. 

Confira mais sobre a banda em sua página no Facebook

Clipes da banda

Sobre o Sexta Degrau

O Centro Cultural é um espaço ainda novo, em constante construção e reinvenção. Dar vida a este lugar é um desafio que requer um olhar criterioso e criativo, buscando trazer diferentes movimentos para dentro deste local.

Parte deste processo envolve também atentar para as particularidades do espaço; o prédio, construído em 1924 e recém-revitalizado, possui uma grande importância arquitetônica, compondo os cenários imagéticos que ficam na memória de todos que vêm a este bairro.

Construir uma programação que faça jus a este lugar requer uma boa dose de experimentação. Com isso em mente, nasceu, fruto de uma parceria entre o Departamento de Difusão Cultural e o Instituto de Artes, o Sexta Degrau. Explorando a escadaria do Centro Cultural – espaço pouco evidenciado, posto que se localiza nos “fundos” do prédio -, o objetivo do projeto é construir um ambiente de convivência através da arte e da cultura, promovendo espetáculos musicais e outras ações que dialoguem com a proposta.

Partindo desta premissa, procuramos montar uma programação pautada por alguns elementos norteadores, como a valorização da cena independente, experimentação, construção coletiva e compartilhamento.

O projeto vai ter uma frequência de duas vezes ao mês, sempre nas sextas-feiras. Confira e venha construir este projeto conosco!

Deixe uma resposta

X