O pensamento de Rodolfo Kusch e a America Latina são temas de conferência sediada pela primeira vez no Brasil

Pela primeira vez sediada em território nacional, as VIII Jornadas – O Pensamento de Rodolfo Kusch acontece na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, entre os dias 6, 7 e 8 de novembro. A edição, com realização conjunta do Centro Cultural, Faculdade de Educação, Museu da UFRGS e Universidad Nacional de Tres de Febrero, tem como tema Territorialidades e Interculturalidades: movimentos seminais na América profunda. A abertura da jornada conta com a conferência Rodolfo Kusch e Pensamento Indígena da América contemporânea, ministrada pela professora da UFRGS, Malvina do Amaral Dorneles, por Andila Nĩvygsãnh Inácio e Casé Angatu Xucuru Tupinambá, permeando a luta indígena e a educação. A proposta do encontro é um percurso pelo pensamento antropológico da América Latina, pelos olhares dos coletivos populares, indígenas e afrodescendentes, através do pensamento do filósofo Rodolfo Kusch (1922-1979). As inscrições ocorrem pelo site, com prazo final para ouvintes até o dia 6/11.

A dimensão do pensamento kuschiniano engloba diversas vertentes da cultura, da política e da educação latino americana. Autor de Esboço de uma antropologia filosófica americana (1978) e A sedução da barbárie: análise herética de um continente mestiço (1953), o argentino conduziu uma profunda pesquisa de campo sobre o pensamento popular e indígena das Américas. Voltando seu olhar para o território e o povo americano, Kusch desenvolveu análises sobre a riqueza e a diversidade do pensamento latino, assim como a relação da cultura e da terra nesse contexto.

Com base nas obras do antropólogo e pesquisador, a conferência permeia temas como interculturalidades, processos de libertação, movimentos sociais, literaturas e estética. Durante os três dias, haverá conversas sobre a mesa acerca dos saberes indígenas na escola, territórios e territorialidades e perspectivismo intercultural. Além disso, a programação conta com aprendizagens vivenciais, pequenas conferências, sessões de filmes e lançamento de livros. Haverá, também, saídas de campo para a Aldeia Mbya-Guarani Yvy Poty, lugares de resistência urbana e comunidades quilombolas. O primeiro dia conta com a apresentação do Coral Mbyá-Guarani da Tekoa Jataí’ty e, no último, encerra a jornada com um entrelaçamento da produção de Kusch e o pensamento de Paulo Freire, ministrada por Balduino Andreola e Carlos Cullen. Para conferir a totalidade dos eixos temáticos, clique aqui.

Programação

05 e 06 de novembro: atividades pré-jornada

Curso: “Negros, Índios, Urbanos y Dioses”
Das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00
Ministrantes: Eduardo Davi de Oliveira, Jose Alejandro Tasat e Mario Vilca
Local: Faculdade de Educação, Museu da UFRGS e Centro Cultural da UFRGS

Abertura da Exposição de Fotografias “Os Guarani Mbyá” no Museu da UFRGS
Dia 05 de novembro, 18h00 horas
Com Vherá Poty Benites e Danilo Christidis (fotógrafos, autores da exposição)
Local: Museu da UFRGS

___________________________________________________

06 de novembro

Credenciamento – das 14h00 às 19h00
Local: Centro Cultural da UFRGS – Espaço Cinamomo, 3º andar

14h00 – Mesa de Sabedoria I: Saberes Indígenas na Escola
Miguel Ribeiro (Escola Indígena Kaingang – Terra Indígena Guarita, RS)
Joel Pereira (Escola Indígena Guarani Vicente karai Okendá – Getúlio Vargas, RS)
Ivone Daniel (Escola Indígena Kaingang – Terra Indígena Ligeiro, RS)
Mediação: Susana Inácio
Local: Centro Cultural da UFRGS – Auditório Jacarandá, 3º andar

18h30 – Apresentação do Coral Mbyá-Guarani da Tekoa Jataí’ty
Ritual de abertura: Iracema Nascimento (Kaingang) e Talcira Gomes (Mbya Guarani)
Local: Escadarias do Centro Cultural UFRGS

Saudação institucionais: Representantes da UFRGS, UNISC e UNTREF
Local: Centro Cultural da UFRGS – Auditório Jacarandá, 3º andar

19h00 –  Conferência de abertura: Rodolfo Kusch e Pensamento Indígena na América contemporânea
Malvina do Amaral Dorneles (UFRGS) – O pensamento de Rodolfo Kusch e Educação
Andila Nĩvygsãnh Inácio e Casé Angatu Xucuru Tupinambá – O pensamento e a luta indígena na América contemporânea
Mediação: Bruno Ferreira
Local: Centro Cultural da UFRGS – Auditório Jacarandá, 3º andar

___________________________________________________

07 de novembro: territorialidades 

8h30 – Mesa de Sabedoria II: Territórios e Territorialidades
Santiago Franco, Liderança Mbya-guarani – Tekoa Yvy Poty
Eduardo Davi de Oliveira – UFBA
José Mauricio Nilian Carcamo – Universidad Popular Originaria (UPO) Mapuche
Mediação: Fernanda Brabo Sousa – Professora da Rede Pública de Gravataí
Local: Centro Cultural da UFRGS – Auditório Jacarandá, 3º andar

Intervalo

Das 11h00 às 12h30 – Aprendizagens Vivenciais
Local: Centro Cultural da UFRGS e Museu da UFRGS

  1. América Profunda e a Biodança: o estar-sendo no mundo vivido – Rudimar Florindo Merlo
    Local: Sala Abacateiro, 3º andar
  2. “Sobre nós e o outro” – Grupo Quem conta um conto
    Local: Pátio (ou Sala Cerejeira, 3º andar)
  3. Indígenas Universitários – Josias Loureiro de Mello e Marcos Vesolosquiki Kaingang
    Local: Auditório Jacarandá, 3º andar
  4. Museu: espaço-tempo de diálogo intercultural? – Cidara Loguercio e Vherá Poty
    Local: Museu da UFRGS
  5. Roda de Capoeira Angola – Africanamente
    Local: Pátio (em caso de chuva: Saguão 3º andar do Centro Cultural)

Das 13h30 às 18h00 – Saídas de Campo (inscrições antecipadas por adesão)

  1. Tekoa Yvy Poty – Aldeia Guarani Barra do Ribeiro
    Coord. Laura Serres Mansur e Maria Aparecida Bergamaschi
  2. Comunidade Quilombola
    Coord. Valentina
  3. Ocupações Urbanas – Centro de Porto Alegre
    Local de saída: Rótula da Reitoria  

14h00 – Filmes Indígenas em diálogo com a Obra de Rodolfo Kusch
Coordenação de Ana Letícia Meira e José Alejandro Tasat
Local: sala 102 – Faculdade de Educação

14h00 – Roda de conversa e exposição de arte
Silvia Ricopa (Shipibo-Konibo, Peru)
Mediação: Íris Germano
Local: Centro Cultural da UFRGS – Sala Abacateiro, 3º andar

19h00 – Encontro artístico-cultural
Coordenação: Oscar Agustín Fernández
Lançamento de Livros
Confraternização
Local: Faculdade de Educação, sala 102

___________________________________________________

08 de novembro: interculturalidades 

8h30 – Mesa de Sabedoria III: Perspectivismo intercultural
Walter Boechat (UFRJ) 
Zaqueu Key Claudino (UFRGS e Escola Kaingang Guarita, RS) 
Mario Vilca (UNJu/Jujuy, Argentina)
Mediação: Ana Luísa Teixeira de Menezes – UNISC
Local: Centro Cultural da UFRGS – Auditório Jacarandá, 3º andar

Intervalo

Das 11h00 às 12h30 – Miniconferências (simultâneas)
Local: Centro Cultural da UFRGS

  1. Alma Brasileira – Walter Boechat (UFRJ) – debatedora: Fátima Souza (UNISC)
    Local: Auditório Jacarandá, 3º andar
  2. Dimensión estética del pensamento kuscheano – Juan Pablo Pérez (UNTREF) – debatedor: Dannilo Melo (UFRGS)
    Local: Sala Pessegueiro – 2º andar
  3. Interculturalidade e Educação – Neusa Vaz e Silva (UFRGS) – debatedora: Magali Mendes de Menezes (UFRGS)
    Local: Sala Nogueira – 1º andar
  4. Kusch e Educação – José Alejandro Tasat (UNTREF) – debatedora: Maria Aparecida Bergamaschi (UFRGS)
    Local: Estúdio B – 1º andar

Das 14h00 às 17h30 – Sessões de Trabalho: Comunicações por Eixos Temáticos (simultâneas)
Local: Salas de aula – Faculdade de Educação

Intervalo

18h30 – Saudação Musical
Local: Centro Cultural UFRGS – Espaço Figueira, 2º andar

19h00 – Conferência de encerramentoO Popular como re-existência: Paulo Freire e Rodolfo Kusch
Balduíno Antônio Andreola (UFRGS, Brasil) e Carlos Cullen (UNTREF/UBA, Argentina)
Mediação: Rita de Cássia dos Santos Camisolão
Local: Centro Cultural UFRGS – Auditório Jacarandá – 3º andar

21h00 – Encerramento artístico-cultural

Deixe uma resposta

X