A partir do dia 5 de maio, os cinco encontros serão transmitidos semanalmente através do canal do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS no YouTube.

O Instituto de Artes e o Departamento de Difusão Cultural da Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS inauguram no dia 5 de maio o ciclo “Conversas sobre arte”. Em encontros online, cinco professores da área de desenho do Departamento de Artes Visuais compartilham com o público um pouco sobre suas pesquisas e trajetórias artísticas. São transmissões semanais, sempre nas quartas-feiras, às 11h, pelo canal do DDC-UFRGS no YouTube. As gravações ficam disponíveis por uma semana.

A primeira palestrante é a professora e artista visual Laura Castilhos, que atua também como ilustradora de livros infantis e juvenis, para diversas editoras. No encontro intitulado “Ilustração, por que não? Considerações sobre o fazer artístico e a pesquisa que transitam entre arte e ilustração”, ela apresenta parte dessa trajetória e aborda experiências desenvolvidas nos âmbitos da pesquisa e da extensão universitárias.

Na sequência, no dia 12 de maio, o professor Alfredo Nicolaiewsky fala sobre o projeto de curadoria e da exposição da Pinacoteca Barão de Santo Ângelo no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, no início de 2020. No dia 19, os desenhos da natureza são um ponto de partida para a professora Nara Amelia discutir a natureza do desenho. Jéssica Becker, por sua vez, em palestra no dia 26, problematiza a relação entre a linguagem do desenho e o espaço do ambiente (interno e externo, privado e/ou público). Por fim, encerrando o ciclo, no dia 2 de junho, Katia Prates apresenta algumas imagens da arte ocidental – produzidas no século XVII e em nossos dias – como exemplos para observar pensamentos e ideias que podem constituir e permear a representação da paisagem.

Após as palestras, os professores respondem perguntas feitas pelo público no chat da transmissão. A ação fornece certificado de participação nos dias de estreia de cada palestra, mediante preenchimento de formulário a ser disponibilizado durante as apresentações e pagamento de taxa.

Conversas sobre Arte

  • Convidados: Alfredo Nicolaiewsky, Jéssica Becker, Katia Prates, Laura Castilhos e Nara Amelia
  • Quando: De 5 de maio a 2 de junho, sempre às quartas-feiras, às 11h
  • Onde Assistir: canal do DDC-UFRGS no YouTube

VEJA O CALENDÁRIO:

05/05/21 - LAURA CASTILHOS

Ilustração por que não? Considerações sobre o fazer artístico e a pesquisa que transitam entre arte e ilustração. 

No encontro, Laura apresentará parte de sua trajetória artística que perpassa as artes visuais e a ilustração, principalmente com relação ao Livro Ilustrado. Abordará atividades produzidas na universidade, tais como a pesquisa, A Ilustração: O Livro Ilustrado no Brasil a partir de 1980 e três atividades extensionistas, A Confraria da Ilustração, o Projeto Grafite de Giz, e a Oficina de Aquarela, realizadas no Centro Cultural da UFRGS.

Laura Castilhos é professora titular no Curso de Artes Visuais do Instituto de Artes da UFRGS desde 2003. Leciona desenho e aquarela. Coordena a pesquisa A ilustração: O Livro Ilustrado no Brasil a partir de 1980. Em 2019, iniciou as atividades Extensionistas Confraria da Ilustração e Grafite de Giz, ambas na UFRGS. É artista visual e atua também como ilustradora de livros infantis e juvenis. Ilustrou cerca de 40 livros para diversas editoras (Projeto, Planeta, L&PM, Libretos, entre outras). 

Email: lauracastilhos1@yahoo.com.br 
Site: www.lauracastilhos.com

12/05/21 - ALFREDO NICOLAIEWSKY

A Pinacoteca Barão de Santo  Ângelo e sua visita ao Rio de Janeiro

“A Pinacoteca Barão de Santo Ângelo e sua visita ao Rio de Janeiro” é o nome da Conversa sobre Arte que trata do projeto de curadoria e da exposição “A Pinacoteca Barão de Santo Ângelo visita o Museu Nacional de Belas Artes” que teve curadoria de Blanca Brites e minha, Alfredo Nicolaiewsky. A mostra aconteceu no início de 2020, após longas tratativas e estudos. Nesta conversa faço um breve relato da história da Pinacoteca e da sua coleção, dando ênfase sobre o projeto de curadoria, o projeto museográfico e destacando as obras apresentadas na mostra.

Alfredo Nicolaiewsky (Porto Alegre, RS – 1952) é artista visual e professor titular do Instituto de Artes da UFRGS, atuando na área de desenho desde 1991. Após muitos anos desenvolvendo sua produção plástica com imagens digitais e fotografias, atualmente dedica-se à pintura, registrada no e-book Alfredo em processo; Nicolaiewsky em quarentena

19/05/21 - NARA AMELIA

Os desenhos da natureza e a natureza do desenho

Nesta apresentação, os desenhos da natureza são um ponto de partida para discutir a natureza do desenho, ou seja, para identificar aspectos materiais, processuais e semânticos que caracterizam a linguagem do desenho desde sua origem e que se mantêm como questões pertinentes do desenho contemporâneo. 

Nara Amelia é artista visual e professora do Departamento de Artes Visuais, IA/UFRGS. Doutora em Poéticas Visuais pelo PPGAV/UFRGS, com estágio junto à Université Paris I, Panthéon – Sorbonne, através do PDSE/CAPES. Entre suas exposições recentes estão “Transbordar: transgressões do bordado na arte”, SESC, São Paulo, SP [2020]; “Synchronies Invisibles”, na Fondation Taylor, Paris, FR [2019]; “Bestiário”, Centro Cultural São Paulo, SP [2019]; “Brazilian Contemporary Printmaking”, IPCNY, Nova York, EUA [2015]. Em 2013 teve a exposição “O mundo é uma fábula” premiada no “VII Prêmio Açorianos de Artes Plásticas”. Em 2012 recebeu o Prêmio FUNARTE de Arte Contemporânea (Ministério da Cultura/Governo Federal) e participou do Programa Rumos Itaú Cultural 2012/2013.

26/05/21 - JÉSSICA BECKER

Do Plano ao Espaço: Procedimentos do desenho na prática da espacialidade

Do Plano ao Espaço: Procedimentos do Desenho em Direção ao Espaço problematiza a relação entre a linguagem do desenho e o espaço do ambiente (interno e externo, privado e/ou público), apresentando como esta pesquisa é abordada também enquanto prática pedagógica que busca a fundamentação de seus conceitos a partir da experimentação de atividades dirigidas dentro das disciplinas de desenho do curso de Artes Visuais da UFRGS.  Os conceitos operacionais são: desenho híbrido, desenho instalação, desenho instalado, desenho expandido e desenho performance, a partir de referenciais teóricos como Júlio González, Alberto Tassinari, Rosalind Krauss, Diego Rayck da Costa, Edith Derdik, Fernando Castro Florez e Tim Ingold. Seu enfoque está subdividido pela relação do desenho no espaço com a lugares  institucionalizados (sala de aula, galerias, museus) e com espaço urbano público (rua), em procedimentos de instalação, intervenção urbana e arte de ação. Os principais referenciais práticos são: Chiharu Chiota, Edith Derdik, Esther Ferrer, Gego e Liliana Porter.  Do Plano ao Espaço faz parte da pesquisa Tendências Contemporâneas do Desenho: Processos e Procedimentos em Direção ao Espaço, coordenada pela Profa. Dra. Jéssica Becker.  

Jéssica Becker é artista, pesquisadora e professora do Departamento de Artes Visuais da UFRGS. Realizou Doutorado em Artes Visuais pelo PPGAV-IA/UFRGS (Bolsa CNPQ e tese indicada pelo programa ao Prêmio Capes de Tese 2017), Máster em Produção Artística pela Universidad Politécnica de Valência/Espanha (Bolsa Fundación Carolina) e Mestrado pelo PPGAV-IA/UFRGS (Bolsa CNPQ). É coordenadora do grupo de estudos e coletivo Semilleros, atuando com ações e intervenções em âmbito urbano. Desenvolve e orienta investigações dentro da linha de estudos Contexto e Processos de Criação na Arte Contemporânea: Espaço, Intervenção Urbana e Arte de Ação, coordenando dois projetos de pesquisa: “Tendências Contemporâneas do Desenho” e “Arte de Ação e Conceitos Transversais”, a partir de conceitos como alteridade, identidade, feminismos, memória e raça.     

02/06/21 - KATIA PRATES

Paisagem: do espaço físico ao lugar do pensamento

Nessa Conversa, veremos algumas imagens da arte ocidental – produzidas no século XVII e em nossos dias – como exemplos para observar pensamentos e ideias que podem constituir e permear a representação da paisagem.

Katia Prates é artista visual. Seu trabalho relaciona-se com a invisibilidade inerente à imagem e o objeto artístico é considerado como limiar para experiências e reflexões que permeiam todos os campos do viver. Exposições individuais incluem: Funarte/RJ, MAC/RS, Centro Cultural São Paulo, Museu de Arte do Rio Grande do Sul; e coletivas: MAM/RJ, Bienal Mercosul, MAC/RS, Fundação Iberê Camargo. É professora no Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes/UFRGS.

Deixe uma Resposta

X