Richard Serraria transita entre Racionais MC’s e Chico Buarque no próximo Cenas Mínimas

O poeta musical Richard Serraria é o convidado de mais uma edição do projeto Cenas Mínimas, organizado pela equipe do Centro Cultural da UFRGS, nos dias 16 e 17 de setembro, a partir das 19h. O tema escolhido para o encontro será ‘Poesia para todo sampler’, e contará com participação especial de Lorena Sanchez, em uma mastigação poética. Após o segundo encontro, haverá um bate-papo com o artista, mediado pelo jornalista cultural de Zero Hora, Juarez Fonseca.

Esta edição do Cenas Mínimas contará com áudio descrição aberta no dia 17, através da mediação de Liliane Birnfeld (audiodescritora), Débora Jardim (bibliotecária e escritora) e Josiane França (ativista social). Haverá possibilidade de contribuição espontânea aos artistas.

Confirme a sua participação no evento do Facebook.

Sobre a performance

A performance de Richard Serraria é uma ação cultural dinâmica e criativa que convida os participantes a experimentarem diálogos entre a poesia vocal, as artes visuais, a música e a literatura. Partindo de um repertório diversificado de poesias e canções autorais de Richard Serraria, a performance contempla ainda, através de citações pontuais, autores como Paulo Leminski, Wally Salomão, João Cabral de Melo Neto, Oliveira Silveira, Lenine, Racionais MC’s e Chico Buarque.

A intervenção mostra diferentes modos de como se pode apresentar a poesia: num cartaz de rua, falavra no gogó, na página branca do livro, mastigada com fundo musical, em vídeo-poesia, na melodia cantada, no rap com beat box feito ao vivo, no repente, no slam poetry ou também numa milonga para payada declamada, além de cantoria popular com tambor sopapo, no qual o público faz o responsório aos versos quilombolas gaúchos partilhados por Serraria.

Sobre Richard Serraria

Richard Serraria é poeta e cancionista porto-alegrense ligado à expressão e à pesquisa da palavra poética em suas diferentes versões: canção, rap, poesia pura no gogó, vídeo-poesia, poema cartaz, slam poetry, livro objeto, falavra tambor, griotismo, oralitura, performance. Graduado em Letras na UFRGS com mestrado em Poesia Brasileira, Serraria é doutor em Estudos de Literatura pela mesma universidade com a tese Mais Tambor Menos Motor e a criação de canções, um relato do processo de Escrita Criativa aplicado à canção que traz entrevistas com cancionistas, tamboreiros, produtores musicais, poetas, luthiers e rappers. Fundador da Bataclã FC e do Alabê Ôni, o artista contabiliza em sua trajetória oito Prêmios Açorianos (os 3 mais recentes recebidos em 2019). Além de seus trabalhos em grupo, Richard Serraria atua em produções solo, como Vila Brasil (2008), Pampa Esquema Novo (2011) e Mais tambor menos motor (2018). É autor também de trilhas sonoras para documentários: O grande tambor (2010); Saúde (2017); Golpe (2018).

Deixe uma resposta

X