UNAPI encerra atividades do ano com palestras sobre longevidade

Responsável pelo projeto de socialização e inclusão de pessoas idosas dentro da Universidade, a Unapi (Universidade Aberta para Pessoas Idosas) ofereceu ao longo de 2019 uma extensa programação de cursos, oficinas, clubes de leituras, palestras semanais e mostras de cinema. Para encerrar as atividades do ano, o projeto de extensão da Pró-Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul apresenta mais uma edição da Jornada UNAPI no dia 10 de dezembro, das 9h às 18h. O tema do evento, “Longevidade: desafios, sociedade, cultura e bem-estar”, será abordado em cinco palestras e uma apresentação artística que acontecem durante todo o dia. A atividade é aberta e gratuita – mediante a doação de 1kg de alimento não perecível.

A palestra que abre a Jornada, às 9h30, vai ao encontro de um dos princípios norteadores da Unapi, baseado em estudos realizados sobre velhice, envelhecimento e longevidade que apontam que os idosos são cada vez mais numerosos e já buscam ocupar espaços significativos na sociedade contemporânea. Em “Porto Alegre em 2030 terá mais idosos do que jovens… Nos vemos lá!”, Nelson Bittencourt, Engenheiro Mecânico e Educador Físico, formado em Dinâmica dos Grupos com foco em Andragogia, dá início a essas e outras conversas sobre envelhecimento e qualidade de vida. Ainda na parte da manhã, a internet será pauta da jornada. Em uma oficina, discussões e atividades serão propostas sobre o uso da tecnologia para o público idoso.

Um dos destaques da programação é a palestra “Viver é aprender”, ministrada pela professora Esther Pillar Grossi. Referência na área da educação, Esther foi secretária municipal e deputada federal, sempre atuando na defesa da educação, da cultura e da ciência e tecnologia. Autora de mais de trinta obras sobre matemática, processo cognitivo e alfabetização, a educadora fala no palco dos Salão de Atos às 14h45.

Deixe uma resposta

X