A universidade no século XXI

O livro “A Universidade do futuro” reúne artigos que abordam temas como novas perspectivas em ciência, tecnologia e inovação; interdisciplinaridade e conhecimento; a universidade e o ensino médio; e o futuro da universidade na era da mundialização. Os textos de palestras foram apresentados por professores e pesquisadores no ciclo de debates promovido pelo ILEA. Saiba mais!

O livro “A Universidade do futuro”, organizado por José Vicente Tavares dos Santos, reúne textos de palestras apresentadas por professores e pesquisadores universitários no ciclo de debates A Universidade do Futuro do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados (ILEA), em 2013-2014, na UFRGS, em Porto Alegre.

O livro é da Série Cenários do Conhecimento da Editora da UFRGS, e está disponível para download no LUME – Repositório Digital da UFRGS.

Os artigos que compõem a coletânea dialogam com a concepção de que a universidade do futuro precisa desenvolver uma cultura institucional cujos valores centrais estejam em um contexto de pluralismo teórico-metodológico, de interdisciplinaridade e de interculturalismo, no horizonte de uma internacionalização da universidade.

O  conjunto de artigos contribui para que se compreenda os grandes dilemas e desafios da universidade contemporânea.

No século XXI, as transformações sociais, a complexidade dos processos culturais e simbólicos e as urgências da vida coletiva exigem, de modo crescente, os Estudos Avançados em um esforço para compreender criticamente os processos sociais e históricos. Este movimento deve ser acompanhado por um padrão de trabalho científico fundado em um imperativo de responsabilidade social e equidade, de respeito aos direitos humanos e à cultura da paz.

As universidades, por meio de suas funções principais (pesquisa, ensino e extensão), estabelecidas no contexto de autonomia institucional e liberdade acadêmica, devem aumentar o foco interdisciplinar e promover o pensamento crítico e a cidadania ativa, correspondendo ao Estado o financiamento do ensino superior, sendo a universidade uma instituição voltada ao desenvolvimento econômico, cultural e social.

O ciclo de debates foi realizado em convênio com o Sindicato Intermunicipal dos Professores de Instituições Federais de Ensino Superior do RS – Adufrgs.

Sobre o livro

Na primeira parte, os autores dos artigos trazem discussões sobre ciência, tecnologia e a universidade no século XXI; há a proposta de um conceito ampliado de inovação em sociedade, sustentabilidade e conhecimento, e uma explanação sobre o método científico. É debatida a questão universidade e empreendedorismo e sobre interdisciplinaridade e universidade.

A segunda parte inicia com uma crítica epistemológica da relação entre aprendizagem, conhecimento e interdisciplinaridade. Três autores discutem a Matemática: como ciência para o entendimento da realidade; como ferramenta científica; e a função da Matemática nas Ciências Humanas. Há a exposição sobre a restruturação do ensino da Engenharia da Produção, tendo em vista a inovação e o empreendedorismo.

A terceira parte reúne textos sobre a relação entre a universidade e o ensino médio, com reflexões sobre o ensino médio e o ensino da História; a crise do ensino médio e o papel da universidade; e reflexões sobre a composição da nova sala de aula no século XXI.

Por fim, o livro traz textos acerca do futuro da universidade na era da mundialização. É abordada a crise e os desafios da universidade latino-americana em um mundo globalizado; a expansão da educação superior no Brasil em dois momentos históricos. São apresentadas as novas faces da universidade em redes de colaboração em pesquisa e discussões sobre as novas perspectivas das universidades na era da mundialização. É apresentado o fluxo de recursos públicos para a educação superior privada e a experiência da Universidade Federal do Sul da Bahia, a nova universidade para o século XXI.