Experiências de leitura de narrativas e de produção de textos narrativos são tema de livro

Textos de dezoito profissionais (das áreas de Letras, Filosofia, Educação e Saúde) estão reunidos na obra Literatura na vida: experiências de ler e escrever na Educação e na Saúde, organizado porLuís Augusto Fischer e Marta Orofino.

São ensaios, análises e depoimentos sobre variadas experiências de leitura de narrativas e de produção de textos narrativos, em escolas regulares, na universidade e em ambientes não universitários. É um conjunto relevante tanto pela variedade das situações reportadas (num extremo, oficina de textos em hospital, com profissionais da saúde trabalhando com cuidados paliativos; noutro, produção de textos em sala de aula de escola de periferia em Porto Alegre) quanto pela amplitude dos aspectos contemplados, indo da formação acadêmica de médicos até a formação voluntária de escritores amadores em oficinas de produção de texto.

Escrever, ler e fabular, para contar e para ouvir histórias. Para os organizadores da obra, faz muito sentido pensar que a aquisição individual dessas habilidades reproduz esses saltos que nossa espécie experimentou, muito tempo atrás. Cada um de nós revive, em sua escala pessoal, a vertigem que nasce de começar a compartilhar experiências com todo mundo, em tempos diferentes, pela via do texto escrito. Conforme os organizadores do livro, quem lê e escreve se movimenta melhor do que quem não pode usufruir dessas maravilhas. Fischer e Orofino não se referem à mera capacidade, por exemplo, de decifrar os signos escritos em uma propaganda, ou de anotar uma lista de compras, mas da possibilidade de manejar letras, palavras, frases e textos, em um espectro amplo de significação.

Sobre os organizadores

Luís Augusto Fischer – É professor titular de Literatura Brasileira no Instituto de Letras da UFRGS. Publicou diversas obras, entre as quais “Filosofia mínima: ler, escrever, ensinar, aprender”.

Marta Orofino – É terapeuta ocupacional do Grupo Hospitalar Conceição. Mestre em Ciências Sociais e doutora em Estudos Literários Aplicados pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Publicou “É fazendo que se aprende: um estudo sobre os oficineiros engajados nas políticas de cultura e assistência da Prefeitura Municipal de Porto Alegre”.

Literatura na vida: experiências de ler e escrever na Educação e na Saúde
Organizadores: Luís Augusto Fischer e Marta Orofino

ISBN: 9788538605188
Ano: 2020
Peso: 0,326
Edição: 1
Formato: 14X21
Nº Páginas: 272