fbpx

Ensino Remoto Emergencial (ERE): informações e orientações

 Pergunta frequentes

 

Durante o ERE podem ser ofertadas atividades síncronas nas disciplinas?

Sim, existe previsão tanto de atividades síncronas quanto assíncronas. No caso das atividades síncronas que visem apresentação de conteúdo, ou outras atividades instrucionais ou avaliativas devem ter seu conteúdo salvo/gravado visando posterior acesso assíncrono pelos discentes.

No caso em que as atividades síncronas não possam ser salvas/gravadas, deverá ser disponibilizada atividade assíncrona de valor formativo equivalente.

Ver artigo 12, Resolução n.025/2020 CEPE/UFRGS, parágrafo 1°, 2° e 3°.

 

Quanto tempo tem um período de aula durante o ERE?

As atividades coletivas síncronas serão medidas em períodos de 60 (sessenta) minutos, enquanto durar a situação emergencial de saúde.

Observação: Para as atividades síncronas desenvolvidas em horário distinto ao previsto originalmente no registro de matrícula, deverá ser prevista a viabilidade de participação de todos os discentes matriculados frente às demais atividades nas quais os discentes estejam engajados.

Ver artigo 12, Resolução n.025/2020 CEPE/UFRGS. Parágrafo, 6º e 7º.

 

Podem ser exigidas avaliações síncronas durante o ERE?

Sim. No entanto, a Resolução n°25/2020 CEPE UFRGS recomenda que as avaliações sejam realizadas prioritariamente de forma remota e assíncrona. Além disso, a metodologia avaliativa remota utilizada deve estar detalhada no Plano de Ensino adaptado.

No caso de atividades avaliativas síncronas, deve haver previsão de reposição específica da atividade avaliativa para os estudantes impedidos de realizar a atividade em razão de problemas de ordem técnica ou pessoal, a qual não será considerada como atividade de recuperação prevista no plano de ensino adaptado.

Ver artigo 14, Resolução n.025/2020 CEPE/UFRGS. Parágrafo, 1º e 3°.

 

Quais seriam os impedimentos pessoais em que há previsão de reposição específica de atividade avaliativa?

Os impedimentos pessoais, aludidos na resolução n° 025/2020 CEPE UFRGS, serão aqueles oriundos da situação emergencial de saúde.

Nesses casos, o discente terá um prazo de 72 (setenta e duas) horas, a contar da data estipulada para o início da atividade avaliativa, para informar ao professor a necessidade de realização da reposição.

Ver artigo 14, Resolução n.025/2020 CEPE/UFRGS. Parágrafo, 4º e 5°.

 

Existe atribuição FF durante o ERE?

Excepcionalmente, durante o período em que perdurar o ERE, fica inaplicável a atribuição de conceito FF.

Ver artigo 16, Resolução n.025/2020 CEPE/UFRGS. Parágrafo, 1°.

 

O que devo fazer se fiquei com NI em disciplina durante o ERE?

Recomenda-se que o/a aluno/a que obteve conceito NI durante o semestre entre em contato com o professor ou a Comgrad para regularizar alguma pendência referente às atividades da disciplina. Se preferir, poderá realizar a exclusão da matrícula até o prazo estipulado em calendário acadêmico.

Acesse no link o calendário acadêmico: https://www1.ufrgs.br/CatalogoServicos/servicos/servico?servico=2004

 

Quero excluir disciplinas durante o ERE, como fazer?

A exclusão de matrícula durante o ERE não acarreta prejuízos ao ordenamento e pode ser feita para uma ou todas as disciplinas matriculadas, mantendo o vínculo ERE. A exclusão pode ser feita pelo Portal do Aluno: em matrícula -> exclusão.

Após esse período será possível excluir a matrícula através de processo administrativo que será analisado pela Comgrad. Informações de como realizar o peticionamento no SEI/UFRGS podem ser consultadas no link da TUA UFRGS: https://www1.ufrgs.br/CatalogoServicos/servicos/servico?servico=2615

O prazo para solicitação da exclusão de matrícula, semestre 2020/2, por processo administrativo no SEI/UFRG é de 29/05/2021 até 07/06/2021.

 

Trancar o semestre ou excluir disciplina durante o ERE, quais as diferenças?

Excepcionalmente durante o ERE trancar o semestre ou excluir a matrícula tem efeitos práticas iguais. O cancelamento da matrícula encontra-se suspenso.

Caso a opção seja por trancar o semestre, os períodos de trancamento não serão contabilizados nos 4 períodos letivos de trancamento a que o estudante tem direito. Tal situação é prevista somente durante a situação emergencial de saúde.

Informações na Resolução n° 025/2020 CEPE/UFRGS, artigos: 18, 19 e 25 e Resolução º 11/2013 CEPE/UFRGS artigo 27.

 

Como fica o ordenamento durante o ERE?

Excepcionalmente durante o ERE o ordenamento permanecerá inalterado. Essa regra foi aplicada no semestre de 2020/1 e está sendo aplicada para o semestre de 2020/2.

Informações adicionais podem ser consultadas no artigo 17 da Resolução n°025/2020 CEPE/UFRGS.

 

Como fica a situação de jubilamento durante o ERE?

O(s) período(s) letivo(s) em que perdurar a situação emergencial de saúde não serão contabilizados no número total de matrículas para integralização curricular, não tendo impacto no número de períodos letivos para jubilamento, conforme disposto no § 1°, do Art. 13, da Resolução n° 19/2011 do CEPE ou para concessão de Láurea Acadêmica, conforme disposto no inciso III, do Art. 60, da Resolução n° 11/2013 do CEPE.

Informações adicionais podem ser consultadas no artigo 18 da Resolução n°025/2020 CEPE/UFRGS.

 

Sou aluno/a de primeira etapa, fiz todas as disciplinas com aprovação, mas por que para fazer estágio não obrigatório estão solicitando fazer um plano de recuperação da TIM?

O desempenho do aluno no semestre letivo 2020/1 e subsequentes ministrados de forma remota emergencial não deve ser considerado para a avaliação dos Planos de Recuperação de TIM vigentes ou ser impeditivo para planos novos, firmados durante os semestres emergenciais.

Assim, com o “congelamento” do ordenamento durante o ERE, mesmo o aluno aprovando em todas as disciplinas, o seu índice I3 (média harmônica dos valores atribuídos aos conceitos obtidos nas disciplinas do curso) não é recalculado. Dessa forma, o sistema não detecta as aprovações, sendo necessário fazer plano de recuperação da TIM.

Onde buscar ajuda para acesso às plataformas: Mconf, Microsoft Teams e Google Meet?

 

Quais plataformas a UFRGS disponibiliza para aulas EaD e em formato de Ensino Remoto Emergencial (ERE)?

A UFRGS disponibiliza três plataformas para aulas, Mconf, Microsoft Teams e Google Meet. Diferenças entre as plataformas, dicas de navegadores nas quais as plataformas funcionam melhor, assim como quais podem ser acessadas via dispositivos móveis podem ser consultadas no link: http://www.ufrgs.br/sead/news/nova-orientacao-sobre-uso-de-plataformas-de-webconferencia-1

 

Não consigo acessar a plataforma, quem devo contatar?

Conforme a plataforma, o contato para suporte técnico poderá ser diferente, assim como para o tipo de problema.

No caso do Mconf envie e-mail para os seguintes endereços:

Caso a aula seja pelo Mconf e existam usuários sem cartão ou que não conseguem se identificar com número de cartão UFRGS e senha do Portal do Aluno/Servidor, utilize o mesmo link e acesse como “convidado“. No entanto, é necessário utilizar outro navegador que não seja usualmente utilizado para acesso a sua conta do Mconf da UFRGS.

Problemas com acesso com login e senha da UFRGS contate o CPD pelo Catálogo de TI, através do link: https://www1.ufrgs.br/catalogoti/servicos/servico?servico=321