Extensão Universitária

O que é

Ao falar em universidade, as pessoas pensam primeiro no ensino, na sala de aula. Depois, pode ser que se lembrem da pesquisa. Mas, e a extensão? Você sabia que a Constituição Brasileira, no seu artigo 270, estabelece que “As universidades (…) obedecerão ao princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”? Quer dizer, que esses três pilares devem ser equivalentes e merecer igualdade de tratamento por parte das instituições de ensino superior.

Mas o que é a extensão e por que ela é tão importante na universidade?

A extensão universitária é a ação da universidade junto à comunidade onde está inserida. Aponta para a interação que deve existir com a sociedade, tanto para levar os conhecimentos que são produzidos na universidade como para aprender sobre a realidade, a cultura, os anseios da comunidade. Através da Extensão, a universidade influencia e também é influenciada pela comunidade. O conhecimento científico advindo do ensino e da pesquisa produzido na Universidade se articula com as necessidades da comunidade, interagindo e transformando a realidade.

As atividades de extensão permitem também aproximar os universitários da prática, possibilitando o aprendizado através da experiência concreta. É na extensão que os estudantes das diversas áreas podem ter um melhor entendimento e fundamentação dos conceitos e teorias aprendidas em sala de aula, consolidando e complementando seu aprendizado.

Com a extensão, forma-se um ciclo que permite que as três atividades atuem de forma sistêmica e se complementem: a pesquisa aprimora e produz novos conhecimentos, os quais são difundidos pelo ensino e pela extensão.

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRGS resume assim o que é extensão universitária:

“ … é o processo educativo, cultural e científico que articula, amplia, desenvolve e realimenta o ensino e a pesquisa, propiciando a interdisciplinaridade e viabilizando a relação transformadora entre Universidade e sociedade. Este contato, que visa ao desenvolvimento mútuo e estabelece a troca de saberes, tem como consequências a produção do conhecimento resultante do confronto com as realidades nacional e regional, a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva de comunidades na atuação da Universidade.

Quais são as ações de extensão que a universidade promove?

Há um grande número de ações de extensão nas universidades, entre as quais:

  • Projetos permanentes de interação com a comunidade, nas diferentes áreas de conhecimento. Por exemplo, apoio a novos empreendedores, a cooperativas e organizações da sociedade civil, a políticas públicas, etc.
  • Projetos de visitas técnicas e intercâmbios.
  • Cursos de extensão, oficinas, capacitações, palestras, mesas redondas.
  • Seminários, encontros, simpósios.
  • Desenvolvimento de tecnologias e produtos.
  • Exposição, feira, evento, espetáculo.

Como participar

Os interessados em participar de atividades de extensão podem fazê-lo de diferentes maneiras:

1) Como bolsista de extensão:  neste caso, o estudante deve inscrever-se como candidato aos processos seletivos abertos pelos coordenadores dos projetos de extensão. As bolsas de extensão da UFRGS demandam vinte horas de atividade por semana e o aluno não pode estar vinculado a outro projeto ou atividade laboral.

2) Como bolsista voluntário: o estudante pode se informar sobre os projetos e procurar seus coordenadores manifestando interesse em participar como voluntário, combinando também a carga horária semanal.

3) Como participante de cursos, oficinas e diversas atividades de extensão oferecidas, as quais, desde que devidamente cadastradas, poderão contar como horas de atividade complementar.

Núcleo de Extensão - NEGA

O Núcleo de Estudo em Gestão Alternativa (NEGA) é um espaço de produção de conhecimento que existe desde 2013 na Escola de Administração da UFRGS. Desenvolve projetos e programas de extensão com apoio da SENAES/MTE, CNPq e PROEXT-MEC.

As ações do NEGA incluem pesquisas, mapeamentos e diagnósticos de organizações, redes, cadeias produtivas solidárias, processos de capacitação e construção de tecnologias sociais além do apoio a experiências locais de desenvolvimento territorial com a implementação de bancos comunitários em duas comunidades de Porto Alegre, RS. É interdisciplinar, devido à variada formação e atuação dos seus pesquisadores em áreas como Administração, Antropologia, Educação, Estudos Organizacionais, Filosofia e Sociologia. O Grupo de Pesquisa sedimenta o tripé ensino, pesquisa e extensão como marco estruturante da atuação do núcleo.

Acesse o site do NEGA no CNPq.

Coordenadores:
Ana Mercedes Sarria Icaza
Fábio Bittencourt Meira
Pedro de Almeida Costa