maio 16th, 2011

Execução de Alvenaria: Processos Iniciais

Prazos mínimos para início da alvenaria:

– A concretagem do pavimento onde será levantada a alvenaria deve ter sido executada no mínimo há 45 dias;

– O escoramento da laje de piso deve ter sido retirado no mínimo há 15 dias;

– O escoramento da laje do pavimento superior deve ter sido totalmente retirado;

– A execução do chapisco deve ter sido realizada há pelo menos 3 dias antes do início da execução da alvenaria.

 Etapas iniciais de execução de alvenaria em blocos cerâmicos:

  1. Liberação da estrutura de concreto – verificação de defeitos de posicionamento, alinhamento e prumos. Havendo a necessidade, eles devem ser corrigidos. Nesta etapa, ocorre também a limpeza da estrutura, assim como a execução do chapisco nas partes de concreto que entram em contato com a alvenaria, de maneira a melhorar a aderência entre estas.
  2. Locação da alvenaria – no caso de utilização de tijolos, isso ocorre através da transferência dos eixos dos pilares para o eixo das vigas, e destas para o piso onde será executada a parede. A marcação na laje é feita com giz valendo-se de réguas e fios de prumo.
  3. Execução da primeira fiada – a laje é inicialmente molhada na linha em que receberá a alvenaria. A argamassa é aplicada sobre o piso neste alinhamento e na lateral e embaixo do tijolo, que é assentado sobre a linha de argamassa da laje, repetindo-se o procedimento até terminar a primeira fiada. Primeiro são colocados os tijolos de extremidades e depois os intermediários. Como a laje pode estar desnivelada, recomenda-se nivelar a face superior dos tijolos da primeira fiada, ou seja, corrigir os desníveis da laje na argamassa que ficará entre ela e a primeira fiada.
  4. Marcação de vãos de portas – podem ser utilizados dois tijolos sem argamassa de assentamento somente para marcação, um em cada lado, delimitando o vão em osso. Começa-se, então, a assentar os tijolos da primeira fiada a partir dos encontros de outras paredes até chegar próximo ao vão em questão. Neste momento, assentam-se os tijolos das laterais do vão da porta, posicionando-os ao lado da marcação. O espaço que sobra entre estes e o restante da alvenaria é preenchido com outro tijolo, que é cortado de acordo com o espaço necessário. Antes de assentar o tijolo limite da outra lateral deve ser feita a conferência do vão em osso, através de trena, a fim de garantir as dimensões especificadas em projeto.

Matéria elaborada a partir de pesquisa e imagens da aluna Angélica Diemer Crusius

0 Comments »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.

This work is licensed under GPL - 2009 | Powered by Wordpress using the theme aav1