setembro 26th, 2013

Forro de gesso

O forro de gesso do tipo comum é bastante utilizado em residências e obras de menor porte. As placas possuem um tamanho padrão de 60x60cm e, de acordo com a necessidade, são cortadas em obra para se adaptarem às medidas do projeto.

Nesta obra, o operário marcou na placa o tamanho a ser obtido e, com o auxílio de um sarrafo (utilizado como régua), fez a marcação na mesma, para que em seguida fosse cortada com um serrote.

As placas foram puncionadas na posição de colocação dos pendurais de arame e, em seguida, com um serrote menor, foram feitas ranhuras para estes se acomodarem. As placas foram penduradas na laje através de pitões previamente fixados. Depois de alinhadas, foram fixadas entre si por uma mistura de gesso e fibra de sisal, colocada na parte superior das juntas. Essa cola garante a rigidez entre as placas, para que as mesmas não se desloquem.

Matéria elaborada a partir de pesquisa e imagens da aluna Flávia Magalhães Oliveira e colaboração de Isis Fogaça.

junho 7th, 2013

Abertura de Alçapão em Forro de gesso

Para a instalação do forro de gesso, primeiramente o nível do forro e do negativo foram marcados com um cordão pigmentado em todo perímetro do ambiente.

Algumas placas de gesso foram cortadas em faixas de 10 cm de largura, para serem utilizadas no perfil negativo, fixado em todo o perímetro do compartimento. As faixas foram apoiadas, temporariamente, sobre pregos, enquanto os perfis eram pendurados às paredes com arames e colados.

Para a execução do alçapão de inspeção, antes de fixar a placa de gesso no forro, o técnico utilizou um compasso simples – constituído de uma régua de madeira com pregos nas extremidades. Um deles foi posicionado no centro do alçapão e o outro marcou o diâmetro da abertura, produzindo uma ranhura em todo o perímetro. Um corte em forma de cruz foi realizado no interior desse círculo e, por último, foram aplicadas batidas leves até desprender a parte interna.

Neste caso, sendo a primeira placa a ser fixada, esta recebeu furação dupla nos seus quatro cantos, através dos quais passaram arames pendurados em pitões fixados na laje de teto, sendo posicionada, nivelada e fixada em sua posição.

Matéria elaborada a partir de pesquisa e imagens da aluna Laura Metz Costa.

This work is licensed under GPL - 2009 | Powered by Wordpress using the theme aav1