Família Leptotyphlopidae

A família Leptotyphlopidae possui cerca de 116 espécies e está distribuída na América, África e Ásia Ocidental, variando da Turquia à Índia.
Possui o corpo fino e pequeno com olhos reduzidos. Conhecida como “serpente-roscas”, muitas vezes chega a ser considerada como “verme” pela extrema magreza. Seu habitat é diversificado e subterrâneo, tendo hábitos noturnos. Se alimentam de insetos, em especial cupins e formigas.
Por serem extremamente difíceis de encontrar é um dos grupos de vertebrados menos conhecidos do ponto de vista sistêmica e ecológica, raramente sendo são observadas ou coletadas.

Referências Bibliográficas:
Adalsteinsson, SA; Ramo, WR; Trapé, S .; Vitt, LJ & Hedges, SB 2009. Filogenia molecular, classificação e biogeografia de cobras da família Leptotyphlopidae (Reptilia, Squamata). Zootaxa 2244: 1-50

Loebmann, Daniel, and Célio Fernando Baptista Haddad. “Amphibians and reptiles from a highly diverse area of the Caatinga domain: composition and conservation implications.” Biota Neotropica 10.3 (2010): 227-256.

Pyron, R. Alexander, Frank T. Burbrink, and John J. Wiens. “A phylogeny and revised classification of Squamata, including 4161 species of lizards and snakes.” BMC evolutionary biology 13.1 (2013): 93.

Vitt, Laurie J. J. & Caldwell, Janalee P. 2009. Herpetology -3rd ed

Wallach, Van. “Morphological review and taxonomic status of the.” Epictia phenops (2016): 216-374.

Autora: Dafne Vasques
Revisor: Filipe Ferreira

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.