Ordem Carnivora

A Ordem Carnivora apresenta uma diversidade de 47 espécies na América do Sul, das quais 27 são ocorrentes no Brasil. No RS temos atualmente registro de 25 espécies, divididas entre as seguintes famílias: Canidae (três espécies), Felidae (oito espécies, Mustelidae (quatro espécies), Procyonidae (duas espécies), Mephitidae (Zurrilho), Otariidae (quatro espécies), Phocidae (três espécies). Apresentam uma enorme variedade de padrões comportamentais, sociais e características corporais. Os carnívoros têm requisitos ecológicos diversos e têm sido pesadamente afetados por ameaças que vão da caça retaliatória e esportiva ao desmatamento e à mortalidade por doenças adquiridas de animais domésticos. O estado de conservação dos biomas brasileiros não é o mesmo; enquanto a Amazônia e o Pantanal ainda possuem vastas extensões de ambiente adequado para as espécies de grande porte, os demais biomas já se apresentam em grande parte degradados e os problemas de conservação das espécies nos remanescentes destes biomas são mais críticos do que no restante do país. (Adaptado de DE MELLO BEISIEGEL, 2013)

Referências Bibliográficas:

The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2018-1. <www.iucnredlist.org>. Downloaded on 22 September 2018.

DE MELLO BEISIEGEL, Beatriz et al. Apresentação da avaliação do estado de conservação dos carnívoros. Biodiversidade Brasileira, n. 1, p. 54-55, 2013.

SILVA, Flávio. Mamíferos silvestres, Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, 1994.

Autor: Filipe Ferreira da Silveira – BiMaLab (UFRGS)

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.