Graxaim-do-mato (Cerdocyon thous)


Foto: Elisa Ilha

Foto: Elisa Ilha

Foto: Elisa Ilha

Grau de Ameaça: Segundo IUCN – LC / RS – LC

Habitat: Prefere bordas de mata e ambientes mais abertos a matas mais densas, porém onde ocorre em simpatria com Lycalopex gymnocercus, utiliza preferencialmente as matas (daí o nome popular graxaim-do-mato) enquanto L. gymnocercus, o graxaim-do-campo, utiliza as áreas mais abertas (Vieira & Port 2007, Di Bitetti et al. 2009).

Distribuição: Ocorre em todo o estado do RS. Mapa de distribuição conforme a IUCN.

Hábito de vida: Predominantemente noturno

Características gerais: É um pouco menor que o Graxaim-do-campo (Lycalopex gymnocercus) medindo até um metro. Apresenta pelagem cinza-clara, com pelos mais claros na base, e uma faixa de pelos pretos sobre o dorso. Os membros são mais curtos, e as patas revestidas por uma pelagem mais escura. Orelhas de tamanho mediano a cabeça. Onívoros, tem sua dieta baseada em pequenos vertebrados, invertebrados e frutas. São erroneamente considerados predadores de animais domésticos e devido a isso são caçados. Em geral, durante o dia, escondem-se em tocas, fendas e ocos de árvores.

Palavras-chave: Graxaim-do-mato, Cerdocyon thous, Crab-eating Fox, Common Zorro, Crab-eating Zorro, Savannah Fox, Perro de Monte, Perro Sabanero, Perro-zorro, Zorra Baya, Zorro, Zorro Cangrejero, Zorro Carbonero, Zorro Común, Zorro de Monte, Zorro-lobo, Zorro Patas Negras, Zorro-perro, Zorro Perruno, Zorro Sabanero, Classe Mammalia, Ordem Carnivora, Família Canidae

Referências Bibliográficas:

DI BITETTI, M.S.; Di Blanco, Y.E.; Pereira, J.A.; Paviolo, A. & Pérez, I.J. 2009. Time partitioning favors the coexistence of sympatric crab-eating foxes (Cerdocyon thous) and Pampas foxes (Lycalopex gymnocercus). Journal of Mammalogy, 90(2): 479-490.

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2

LUCHERINI, M. 2015. Cerdocyon thous. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T4248A81266293. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2015-4.RLTS.T4248A81266293.en. Downloaded on 28 September 2018.

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11)

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.​

SILVA, F. 2014. Mamíferos silvestres: Rio Grande do Sul. 3a ed. Porto Alegre: Via Sapiens; Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul.

VIEIRA E.M. & Port, D. 2007. Niche overlap and resource partitioning between two sympatric fox species in southern Brazil. Journal of Zoology, 272: 57-63.

Autor: Filipe Ferreira da Silveira – Revisor: Mateus Zimmer – BiMaLab (UFRGS)

2 comentários em “Graxaim-do-mato (Cerdocyon thous)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.