Foca-caranguejeira (Lobodon carcinophaga)

Foto: Samuel Blanc

Grau de Ameaça: IUCN – LC.

Habitat: Regiões costeiras. Ocorre apenas ocasionalmente no Estado.

Distribuição: Litoral do RS. Mapa de distribuição conforme a IUCN

Hábito de vida: Diurno

Características gerais : Muito abundante na região antártica. Fêmeas um pouco maiores que os machos. Sua dieta baseia-se basicamente na ingestão de Krill antártico, um tipo de crustáceo, por isso o nome “caranguejeira “. De corpo alongado, focinho longo, cabeça pequena. Espécie-chave na ecologia de crustáceos dos oceanos sul do planeta.

Palavras-chave: Foca-caranguejeira, Lobodon carcinophaga, Crabeater Seal, Classe Mammalia, ordem Carnivora, Familia Phocidae

Referências Bibliográficas:

CREMER, M. J. Os mamíferos marinhos da Baía da Babitonga. Joinville: Editora Univille, 2015.

GONÇALVES, L. G. et al. Mamíferos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Pacartes, 2014. 212 p.; il. Color. ISBN 978-85-62689-93-2.

HÜCKSTÄDT, L. 2015. Lobodon carcinophaga. The IUCN Red List of Threatened Species 2015: e.T12246A45226918. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2015-4.RLTS.T12246A45226918.en. Downloaded on 28 September 2018.

MARQUES, A. A. B. et al. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. Decreto no 41.672, de 11 junho de 2002. Porto Alegre: FZB/MCT–PUCRS/PANGEA, 2002. 52p. (Publicações Avulsas FZB, 11)

RIO GRANDE DO SUL. 2014. Decreto Estadual n° 51.797, de 08 de setembro de 2014. Declara as Espécies da Fauna Silvestre Ameaçadas de Extinção do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.​

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Este projeto procurará proporcionar a todos os cidadãos interessados informações de qualidade referentes as espécies da fauna do Rio Grande do Sul.